Quais são as áreas da programação? Como atuar nelas?

areas-da-programacao

Desconto nota do Enem

No mercado de tecnologia, as áreas da programação costumam proporcionar muitas oportunidades de trabalho, além de salários significativos. Inclusive, a demanda por profissionais que programam diferentes tipos de softwares tem sido alta, especialmente por conta da digitalização de negócios e da maior adesão a soluções corporativas de Tecnologia da Informação nos ambientes empresariais.

Sendo assim, é importante saber escolher em qual desses campos atuar, pois eles são variados e contêm características específicas que podem alterar muito a rotina. Até mesmo os profissionais com os quais você se relacionará no dia a dia mudam a depender de qual tipo de programação optar. Para ajudar a se decidir por uma das áreas da programação, adiante separamos informações úteis. Acompanhe!

Por que é importante escolher sua área de atuação?

Escolher uma das áreas da programação é fundamental por uma série de fatores. Por exemplo, para você conseguir se especializar nela e, assim, aumentar as chances de conseguir uma remuneração melhor. Além disso, outros motivos de direcionar o seu campo são:

  • trabalhar com algo com o qual você tenha maior afinidade;
  • conseguir aproveitar tendências ou oportunidades que possam surgir em certos segmentos;
  • facilitar ou acelerar o seu aprendizado, uma vez que você poderá direcionar o seu estudo para o campo desejado;
  • permitir entrar em uma empresa na qual deseja atuar e que demanda perfis de programadores específicos.

Quais são as áreas na programação?

As áreas de programação são variadas, fato que proporciona oportunidades de trabalho e de renda para muitos profissionais de TI. A seguir, separamos alguns dos principais campos. Confira!

areas da programação-2

Programador desktop

Computadores, notebooks, tablets e outras máquinas que operam com um ambiente de área de trabalho, ou ambiente de desktop, precisam de softwares e outros elementos para funcionarem da maneira como conhecemos. Nesse caso, eles são desenvolvidos por equipes que contam com programadores.

Os sistemas operacionais (Windows, Linux, Mac OS etc.), os navegadores (Mozilla Firefox, Google Chrome, Brave etc.), os bancos de dados, entre outros softwares importantes para computadores são programados por esses profissionais.

Contudo, existem alguns campos nos quais se divide a programação voltada para computadores. São eles:

  • front-end — área que cuida do desenvolvimento da interface de programas, sites, aplicativos web etc. Isso inclui elementos como estilo, estrutura da página (imagens, rodapés, cabeçalhos etc.), fluxo de navegação entre páginas e arquivos, User Experience (UX) ou experiência do usuário, entre outros;
  • back-end — é a área responsável pela estrutura ou base que dá suporte ao funcionamento dos programas e demais sistemas. Em outras palavras, envolve aquilo que é “interno” a um software, estando “por trás” da tela. Portanto, engloba ações que transmitem informações para o sistema funcionar e ser acessado pela interface;
  • full-stack — esse campo engloba tanto front-end quanto back-end. Nesse caso, o programador atua em todas as fases de desenvolvimento de um projeto, indo desde a sua concepção e listagem de necessidades até colocá-lo em funcionamento. Dependendo do caso, também fará reajustes ou manutenções.

Programador de jogos

Você também poderá atuar como programador de games e trabalhar em parceria com roteiristas, designers e outros profissionais que cooperam para o desenvolvimento de jogos. Vale destacar que, nesse caso, as atividades realizadas envolvem:

  • atuar com Application Programming Interfaces (APIs) ou Interfaces de Programação de Aplicação;
  • confeccionar ou utilizar motores gráficos para desenvolver em 3D;
  • fazer a integração de outros softwares ao jogo, como de pagamentos;
  • melhorar o desempenho de jogos testando diferentes combinações e características de hardware;
  • trabalhar em aspectos lógicos das mecânicas do jogo etc.

Outros

É possível trabalhar também com a programação de aplicativos para sistemas operacionais de aparelhos móveis (smartphones, tablets), como Android e IOs. Vale destacar que esse campo também pode ser subdividido em back-end, front-end ou full-stack voltados para o desenvolvimento mobile.

Também dá para desenvolver programas híbridos, que funcionam em diferentes plataformas. Além disso, existem profissionais que atuam na programação de máquinas, robôs, veículos e outros equipamentos automatizados.

Tour pela prova do Enem

Nesse caso, podemos ter um desenvolvedor de automação e robótica, um desenvolvedor RPA (Robotic Process Automation), um programador de robô, entre outros.

Quais tem mais oportunidades?

As oportunidades em programação dependem de diversos fatores, como tendências do mercado, demanda das empresas e concorrência. Podemos dizer que, de modo geral, profissionais de programação costumam ser bem demandados pelo mercado, especialmente com a maior virtualização de negócios e o uso crescente de mais tecnologias.

De qualquer modo, um profissional full-stack pode conseguir postos de trabalho tanto em back-end quanto em front-end, além de ocupar as vagas específicas para ele próprio. No entanto, precisa dominar bem as áreas, caso contrário, poderá ficar atrás de alguém especializado especificamente em back-end ou front-end.

Quais são os tipos de programação?

Existem diferentes formas de categorizar áreas ou campos que envolvem o desenvolvimento de códigos, sistemas e aplicações. Um exemplo é quando os dividimos pelas linguagens de programação de baixo e alto nível.

No primeiro caso, temos aquelas que englobam comandos mais primitivos e específicos, direcionadas aos dispositivos. Portanto, encontram-se mais perto da simbologia da máquina e mais distante da sintaxe do que temos por linguagem.

Já as do segundo conjunto se parecem mais à linguagem humana, contando com comandos que possibilitam implementar algoritmos de forma rápida. Inclusive, várias ações são realizadas automaticamente.

Além disso, vale destacar que há muitas linguagens de programação em que um desenvolvedor pode se especializar e conseguir oportunidades de trabalho. Veja algumas das principais:

  • C;
  • C++;
  • Java;
  • JavaScript;
  • PHP;
  • Python;
  • R;
  • Ruby.

Como escolher a melhor opção?

Existem critérios que você pode analisar na hora de escolher um dos campos de programação para atuar. Veja alguns dos principais:

  • observe fatores de mercado, como necessidade por profissionais e novas tecnologias sendo lançadas que demandarão profissionais capacitados para as programarem. Também observe tecnologias antigas que já não contam com tantos profissionais com conhecimento amplo para lidarem com elas, mas que ainda são demandadas por empresas;
  • entenda o seu perfil. Normalmente, quem é mais criativo tende a atuar mais com front-end, uma vez que esse campo está ligado a design, estilo, estética e cores de interfaces de softwares. Já pessoas de perfil mais lógico e racional costumam atuar com back-end, em que processos dinâmicos, cálculos e sistematizações são feitos;
  • pesquise o conteúdo programático de cursos e as opções de especialização em programação. Dependendo das disciplinas e do conteúdo estudado, você poderá se interessar por uma ou outra área.
areas da programação-1

Pronto para escolher sua área da programação?

Selecionar um dentre as várias áreas de programação é só o primeiro passo para começar a lidar com o desenvolvimento de software. Depois, à medida que passar a entender melhor sobre desenvolvimento de programas e mercado, você poderá migrar ou ampliar o seu campo de atuação.

Ficou interessado em desenvolver e programar sistemas, programas, aplicações, entre outros elementos de TI? Tudo começa com a faculdade. Inscreva-se no vestibular online da Unopar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 42

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Formas de ingresso na faculdade
Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.
Artigos relacionados