A importância da Psicologia em tempos de pandemia

psicologia unopar pandemia

Em tempos de pandemia, o estudo da Psicologia se mostra cada vez mais importante em contextos clínicos, de assistência social e de políticas públicas. São muitas as funções que o psicólogo desenvolve que são essenciais em tempos de COVID-19.

Fizemos um post especial sobre a importância dessa graduação e quais são as possibilidades de carreira em tempos de pandemia. Confira:

  • entenda o que é uma pandemia;
  • qual a importância do curso de Psicologia nesse contexto;
  • quais as carreiras do psicólogo;
  • como o psicólogo pode atuar na Assistência Social e Políticas Públicas.

O que é uma pandemia?

Para facilitar o conceito de pandemia, vamos explicar, antes, outros três conceitos: o de surto, endemia e epidemia.

  • Surto 

Acontece quando o número de pessoas infectadas aumenta repentinamente em uma região. Ou seja, há um grande número de pessoas infectadas, mas isso se restringe a um local, como um bairro ou uma cidade.

  • Endemia

A endemia não está relacionada à quantidade de casos, mas à frequência em uma região. Febre-amarela e a malária, na região Norte do Brasil, são exemplos.

  • Epidemia

Nesse caso, o número de infectados já aumentou e se espalhou. Não somente restritos a uma região, agora, outros locais também apresentam pessoas infectadas. Epidemias podem ser nacionais e ocorrerem em várias regiões de um país, um exemplo, aqui no Brasil, é a Dengue.

A pandemia é ainda mais grave. Nela, a doença já espalhou por diversos países e continentes do planeta. Alguns exemplos de pandemias anteriores aconteceram com a gripe espanhola, em 1918 e o H1N1, em 2009.

A pandemia que vivemos hoje é o novo coronavírus, responsável pela COVID-19, que já atingiu várias partes do mundo, e fez a OMS (Organização Mundial da Saúde), em março de 2020, classificá-lo como pandemia. É importante que a população perceba a seriedade do caso e tome devidas precauções, evitando o aumento de infectados. Por isso, o profissional de psicologia se mostra cada vez mais necessário, atuando nessa linha de frente de treinamento dos profissionais de saúde e auxiliando na conscientização dos pacientes.

Qual a importância do curso de Psicologia em tempos de pandemia?

O curso de Psicologia tem como objetivo capacitar o aluno para análise e aconselhamento de pessoas no âmbito psicológico, garantindo, assim, a saúde mental e o bem-estar dos indivíduos.

No contexto de uma pandemia, como a da COVID-19, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) constituiu a possibilidade da atuação de psicólogos em emergências e desastres, contextos clínicos, de assistência social e saúde pública. Sendo assim, são várias as formas de atuação desse profissional, que não se limita somente ao atendimento físico, mas também digital, como o on-line. Desde a prestação de serviços psicológicos realizados através de tecnologia da informação e comunicação, o psicólogo tendo cadastro prévio junto ao seu Conselho Regional de Psicologia (CRP) pode atuar na:

  • orientação sobre aspectos de higiene que visem minimizar os riscos de contaminação do vírus;
  • conscientização das eventuais mudanças de hábitos e possíveis implicações emocionais que podem ser acarretadas por conta disso;
  • abordagem, quando necessário, das implicações emocionais da quarentena e de aspectos psicológicos do isolamento;
  • exercício da profissão segundo os princípios do Código de Ética Profissional do Psicólogo, com informações precisas e que evitem o pânico.

Todas as atuações acima desenvolvidas por psicólogos são de extrema importância em tempos de pandemia e constituem uma série de boas práticas que precisam ser seguidas para a superação da sociedade em momentos de crise.

Numa pandemia, a psicologia hospitalar possui um papel fundamental. Isso porque, ela é responsável pela mediação das relações entre pacientes e equipe de saúde.

As carreiras dentro da psicologia hospitalar que podemos citar são: 

  • técnicos da psicologia;
  • orientadores;
  • psicoeducadores;
  • treinadores de equipe;
  • preparadores de times de resposta;
  • psicólogos para atuar em demandas emocionais individuais ou grupais.

Sendo assim, em todas as carreiras acima citadas, o profissional que atua na psicologia hospitalar deve estar preparado para identificar o que gera impacto à saúde mental.

Atuando no auxílio direto ou indireto, é possível contribuir para a adaptação do processo de adoecimento, sem falar no suporte ao enfrentamento de outros desgastes, como o de recursos, que muitas das vezes podem ser acometidos alguns hospitais.

Atuação na Assistência Social e Políticas Públicas

Na saúde pública, é comum que o psicólogo desenvolva alguns processos essenciais de manejo numa situação de pandemia. Esses processos podem aliviar em grandes proporções o impacto da doença na saúde mental dos afetados, tanto do caos psíquico, quanto no atendimento ao quadro orgânico.

Por conta do pouco tempo de pesquisas sobre o novo coronavírus e das orientações e informações ainda divergentes e sendo atualizadas constantemente, a confusão causada na população é evidente, principalmente no que diz respeito às fake news. Dentro deste contexto, o trabalho do psicólogo é de um time de respostas rápidas, com precauções e boas práticas nos atendimentos aos casos suspeitos. 

Na área de assistência social e políticas públicas podemos elencar alguns campos de atuação desse profissional:

  • treinamento para triagem telefônica e/ou presencial para melhoria na efetividade da classificação de risco, visando identificação mais rápida dos pacientes de alto risco;
  • comunicação com a equipe assistencial para padronização das falas na instituição, a partir das recomendações dos órgãos oficiais, como o Ministério da Saúde e OMS;
  • criação de material impresso para os familiares que possuem contato com o paciente: informações de prevenção, manejo e contágio do vírus;
  • treinamento da equipe assistencial e de apoio para evitar situações discriminatórias por falta de conhecimento técnico;
  • atendimento individual ou grupal aos pacientes e familiares para redução de ansiedade, favorecendo modos mais efetivos de adaptação e enfrentamento;
  • suporte emocional frente às mudanças de quadro de risco e agravamento da doença;
  • assistência aos profissionais na linha de frente com sinais de contaminação, oferecendo suporte emocional.

Importância da humanização 

Como foi visto, o psicólogo possui um papel fundamental na humanização dos processos técnicos de atendimento frente a uma pandemia. Além de possuírem bagagem necessária para o treinamento nas instituições de saúde pública com o foco não apenas técnico, mas humano, esses profissionais precisam ser estáveis emocionalmente. 

Promover um atendimento humanizado é essencial durante o período de quarentena.

Promover um atendimento humanizado é essencial tanto para pacientes quanto para os profissionais da saúde. Por isso, o papel da psicologia se mostra tão importante em tempos como esses.

Agora que você já entendeu a importância da Psicologia numa pandemia, saiba também o que é a Psicologia Jurídica e conheça a rotina desse profissional!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 47

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.