Entenda como é a dinâmica de uma aula semipresencial

A aula semipresencial oferece a flexibilidade do ensino à distância em um sistema em que é mais fácil ter disciplina e cumprir com uma rotina de estudos. Não por acaso, cada vez mais alunos aderem à metodologia, que ganha espaço nas instituições de ensino.

No entanto, por ser recente e combinar características do físico e do online, quem nunca frequentou pode ter dúvidas sobre como funciona na prática. Assim, apenas por desconhecimento, pessoas perdem essa excelente oportunidade de obter o diploma de graduação.

Pensando nisso, selecionamos e respondemos as principais dúvidas para que você tenha uma visão geral sobre o assunto. Continue lendo para entender o que é uma aula semipresencial de uma vez por todas!

Como é a aula do ensino semipresencial?

Um curso com aula semipresencial é caracterizado pela combinação da metodologia a distância com a frequência ao estabelecimento de ensino. Nesse método, os cursos oferecem parte do conteúdo online e estabelecem ao menos um dia por semana para assistir às aulas em pessoa, interagir com colegas e receber o suporte de tutores nos polos educacionais.

A principal vantagem é manter os benefícios sociais, como conviver com colegas de classe, participar do ambiente acadêmico e construir uma disciplina de estudo sem perder a flexibilidade e agilidade de receber parte da matéria pela internet.

Sendo assim, é uma ótima opção até mesmo para quem pretende manter uma jornada dupla, trabalhando e estudando no decorrer do curso. Isso sem contar a redução de despesas, uma vez que não será necessário se deslocar todos os dias para o estabelecimento de ensino.

Quais são os recursos disponíveis na sala de aula?

Imagine que você abre a porta de uma sala de aula semipresencial. Nesse caso, ao observar o ambiente, seria possível identificar imediatamente o tutor, em uma cadeira ou de pé, orientando os alunos.

Logo após, a aula começaria. Você veria uma tela ou televisor bem grande, no qual os estudantes assistem a uma aula transmitida via satélite — logo, mais segura contra o risco de interrupções do que um sinal de internet comum.

Nessa exibição, o professor pode estar explicando a matéria, orientando quanto a um detalhe importante da prática profissional, respondendo dúvidas enviadas com o auxílio de tutores, entre outras atividades. Isto é, a distância não muda tanto o ensino.

Também poderia ocorrer de, ao chegar, você visualizar uma dinâmica de grupo ou exercício de prática profissional, com os alunos divididos, formando círculos de discussão ou, até mesmo, apresentando trabalhos. E, se aguardar um pouco, poderá falar com os colegas, contar experiências, trocar telefones, e-mails e demais contatos.

Por fim, vale ressaltar que as atividades descritas se referem às aulas teóricas. Tanto os cursos online quanto os semipresenciais também podem exigir uma parte prática que será realizada presencialmente — como trabalhos em quadra esportiva para Educação Física e laboratórios de informática para Ciências da Computação.

Qual é o papel do tutor no ensino?

Os cursos semipresenciais geralmente contam com aulas transmitidas por vídeo. No entanto, algumas instituições trazem a figura do tutor, como um diferencial para auxiliar os alunos sobre o conteúdo estudado e orientar quanto aos trabalhos em grupo.

O papel do profissional é, antes de tudo, esclarecer as dúvidas sobre o conteúdo — seja o da matéria vista online, seja o das teleaulas. Além disso, o profissional se torna um facilitador do aprendizado, indicando boas formas de assimilar o conteúdo, recebendo feedbacks e incentivando os debates entre os estudantes.

O que acontece quando um aluno tem uma dúvida?

Como as dúvidas são parte natural do aprendizado, elas também surgem durante a aula semipresencial. Assim, se você não entendeu o que foi dito alguns minutos atrás, quando o professor explicava justamente aquela parte essencial do conteúdo, basta anotar e comunicar-se com o tutor.

Quem está à frente da turma é qualificado para responder às questões, debater os assuntos da aula e contribuir com experiências profissionais. Não estamos falando de um “responsável pelo vídeo”, mas de alguém capacitado para oferecer o suporte no entendimento da matéria.

Vale ressaltar que, na Unopar, também é possível enviar dúvidas por chat e ter acesso às questões levantadas durante a teleaula. Ao todo, há três vias para buscar o esclarecimento:

  • o tutor presencial;
  • o envio da dúvida em aula;
  • os tutores online (assim como no EAD).

Qual é a responsabilidade do aluno fora da sala de aula?

As obrigações fora do polo de ensino variam de acordo com o modelo adotado pela instituição. No entanto, de maneira geral, o aluno recebe o acesso a um ambiente virtual de aprendizagem, em que precisa cumprir um cronograma de atividades.

É importante destacar que a carga horária online não necessariamente precisa ser cumprida com vídeos. Além das aulas, as instituições de excelência combinam metodologias para favorecer o aprendizado do aluno — como indicação de leituras, exercícios, fóruns de discussão, tutoria online e jogos interativos.

Outra questão importante é que uma das vantagens em relação aos cursos presenciais é a disponibilização das aulas na plataforma online. Se o aluno, por acaso, perder o dia presencial ou quiser revisá-lo, o mesmo conteúdo transmitido estará disponível no ambiente virtual.

Qual é a carga horária do curso?

A duração varia conforme o tipo de graduação. Em média, os tecnólogos exigem de 2 a 3 anos, as licenciaturas de 3 a 4 e os bacharelados de 4 a 6. Já a distribuição entre conteúdos presenciais e EAD depende do programa adotado pela instituição de ensino superior.

A primeira opção são os cursos que têm até 20% das matérias online. Nesse caso, o conteúdo está dentro de uma faixa em que o MEC considera um curso presencial. Esse é o caso, por exemplo, das instituições que transferem matérias eletivas para uma plataforma digital.

Por sua vez, a melhor opção para quem realmente deseja conciliar flexibilidade e convívio acadêmico são os cursos otimizados para esse fim. Nesse caso, o estudante acessa os mesmos recursos do EAD, e as atividades presenciais são escolhidas a dedo para fornecer a visão geral do conteúdo, levantar discussões, dar instrumentos para uma dinâmica de grupo, entre outros objetivos específicos.

Uma das qualidades da Unopar, nesse sentido, é criar um modelo único de aula semipresencial. Isto é, não se trata simplesmente de transferir parte da matéria do presencial para o online e vice-versa, mas ter um projeto e uma metodologia para que o estudante tire o máximo de proveito de ambas as modalidades de ensino.

Com esse cuidado, o graduando pode estudar a maior parte do tempo com flexibilidade de horário e de local, via plataforma online. Já a outra parte do programa é oferecida nos dias previstos para aula presencial, geralmente uma vez por semana, em que se tem o convívio com os colegas — além do apoio de tutores e demais profissionais do polo escolhido.

Sendo assim, a aula semipresencial é capaz de oferecer uma formação da mais alta qualidade para o interessado, e conta com diferenciais importantes em relação às demais opções disponíveis no mercado. Não deixe de considerar essa possibilidade!

Gostou do conteúdo? Se quiser se aprofundar no tema, leia também outros posts interessantes durante a sua visita ao blog!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.