O que é a graduação semipresencial e por que investir?

Semipresencial é um conceito em educação que busca unir o melhor dos dois universos, — o online e o presencial —, para otimizar o aproveitamento do estudante. É inegável que a tecnologia trouxe várias facilidades para o cotidiano da sociedade moderna. Hoje, temos a possibilidade de trabalhar, nos divertir e até mesmo estudar pela internet, o que é uma facilidade e tanto para quem quer utilizar bem o tempo disponível — o que está cada vez mais escasso, não é mesmo?

Sabemos o quanto a correria do dia a dia é intensa. As pessoas precisam se desdobrar em várias para conseguirem cumprir com suas obrigações e, ainda, encontrar um tempo para descansar e investir em si mesmas. Mas como uma graduação é o primeiro passo para trilhar uma carreira de sucesso, é preciso encontrar uma forma de conciliá-la com o trabalho, a casa e família, por exemplo. E como fazer isso? Optando justamente pelo semipresencial.

Tem dúvidas sobre como esse modelo de ensino funciona e como ele pode ser a opção ideal? Então, continue a leitura, pois, é exatamente o que mostraremos a seguir. Reunimos as principais informações que você precisa saber para tirar as suas dúvidas e investir na graduação semipresencial, sobretudo em uma instituição referência como a Unopar. Acompanhe!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é uma faculdade semipresencial?

Uma faculdade semipresencial é aquela que oferece graduações e pós-graduações nas quais as aulas são ministradas uma ou duas vezes por semana, a depender da instituição e da formação cursada. Os alunos assistem aulas transmitidas via videoconferência por um corpo docente especializado.

Como comentamos, encontrar tempo para estudar e ingressar em um curso de nível superior não é tão simples assim. Muitas pessoas já têm outras obrigações importantes a serem cumpridas — como o trabalho em um cargo que, por vezes, nem ao menos se relaciona à profissão desejada. Felizmente, a tecnologia é uma grande aliada nesses casos.

Isso porque os cursos tradicionais, ou seja, aqueles nos quais os alunos precisam comparecer todos os dias à instituição de ensino, seguindo o cronograma, sob o risco de ser reprovado em alguma disciplina por falta, demandam dias e horários fixos. Esse fator é um impeditivo para essas pessoas que não têm flexibilidade no trabalho e que não podem deixar de cumprir com as obrigações em casa, por exemplo.

Ao optar por uma graduação semipresencial, seguir o cronograma de estudos é uma realidade bastante viável. Nessas faculdades, os cursos apresentam estrutura semelhante aos ofertados na modalidade EAD. O que muda é a frequência dos encontros em sala de aula nos polos presenciais — que não é diária, mas permite que o estudante tenha um contato mais próximo com seus colegas e professores, usufruindo de certas vantagens.

Como funcionam as aulas na prática?

Quem opta pelo modelo semipresencial tem a vantagem de frequentar, nos dias estabelecidos, uma sala de aula inovadora — na qual há a aprendizagem por videoconferência. Assim, tanto a turma quanto os professores podem interagir em tempo real, o que é ótimo para tirar dúvidas, debater os conteúdos, levantar questionamentos e até mesmo compartilhar experiências.

Agora, você deve estar se perguntando se não existe nenhum acadêmico presente na sala para acompanhar os processos de ensino-aprendizagem, guiando os alunos e auxiliando-os naquilo que for necessário. Essa é outra vantagem da faculdade semipresencial: em cada classe, há um tutor, ou seja, um acadêmico preparado para lidar com todas essas questões.

As videoconferências, no entanto, não são os únicos meios tecnológicos presentes nesse tipo de formação. Assim como no EAD, os cursos semipresenciais têm também um ambiente virtual de aprendizagem. Nessa única plataforma, na qual apenas alunos, tutores e professores têm acesso, são postados todos os materiais, exercícios, apostilas e vídeos gravados das aulas, permanecendo à disposição do estudante ao longo de toda a graduação.

Essa plataforma é muito importante para que o aluno consiga dar continuidade ao curso nos dias em que não há encontro na faculdade — afinal, ele precisa seguir seu cronograma de estudos de acordo com o tempo que tem disponível. Cabe ao estudante, então, acessar o ambiente virtual e fazer as atividades propostas, assim como num curso presencial.

O papel dos tutores

Os tutores na faculdade semipresencial são os profissionais responsáveis por atender aos alunos nos encontros presenciais. Eles atuam como mediadores entre estudantes e curso, tirando dúvidas e acompanhando a condução das videoaulas. Também é papel do tutor motivar e engajar os graduandos.

Por isso, quando prestam uma tutoria semipresencial, garantem a construção de uma relação contínua com cada aluno, observando suas necessidades, tirando dúvidas e os atendendo da melhor forma possível. Os tutores são também são, em sua maioria, professores. Isso porque para atuar como tutor é preciso:

  • contar com um diploma de nível superior;
  • ter no mínimo um ano de magistério no ensino básico ou superior ou;
  • estar cursando/já ter concluído alguma pós-graduação.

Quais são as principais vantagens para o aluno?

Bom, agora você já sabe o que é uma faculdade semipresencial e como é a rotina de um estudante que escolhe ingressar nessa modalidade de graduação. Já comentamos, também, que essa decisão traz diversos benefícios para o aluno e, consequentemente, para o seu sucesso profissional.

Quer entender exatamente a quais vantagens estamos nos referindo? Reunimos as principais abaixo!

Flexibilidade

A flexibilidade configura o topo da lista de vantagens justamente porque é uma das mais visadas quando o assunto é faculdade semipresencial. Ao contrário dos cursos presenciais, nessa modalidade, o aluno é que estabelece o seu ritmo de estudos quando não está em sala de aula semipresencial. Cabe a ele gerir o tempo que tem disponível para acessar a plataforma, assistir ou reassistir as videoaulas e fazer as atividades propostas.

Essa liberdade de montar seus próprios horários, estudar a qualquer momento e de onde quiser é muito interessante, pois, permite que a pessoa também tenha tempo para se dedicar a outros afazeres.

Para quem não tem disponibilidade de ir à faculdade todos os dias — seja por conta do trabalho, porque viaja com frequência ou pois tem filhos pequenos, por exemplo —, trata-se da opção ideal para cursar uma graduação sem estresse.

No entanto, é muito importante reforçar que essa flexibilidade deve ser encarada com foco e responsabilidade. De nada adianta ir à faculdade uma vez por semana, por exemplo, e não se dedicar aos estudos em casa. O semipresencial tem mesmo muitas vantagens, mas essas precisam ser conduzidas com sabedoria pelo estudante.

Tecnologia na educação

Os ambientes online (ou sala de aula virtual) elaborados pelas instituições de ensino semipresenciais são preparados com todo o cuidado para que o aluno tenha o máximo de aproveitamento e rendimento no seu aprendizado, sentindo-se motivado a cumprir com as propostas do curso. Elas são munidas de funcionalidades muito interessantes, justamente com o propósito de gerar engajamento.

Na plataforma virtual do curso, além do material básico e das aulas gravadas, alguns dos principais recursos são:

  • materiais interativos;
  • podcasts;
  • vídeos informativos;
  • apostilas e livros;
  • fóruns para que os alunos tirem dúvidas e debatam sobre os conteúdos;
  • chat com o professor ou tutor etc.

É fato que, por meio da tecnologia, o estudo tem tudo para se tornar mais prazeroso. Além disso, ela fornece possibilidades que não existem em um curso presencial, como poder assistir a mesma aula quantas vezes for necessário, — se lembra da época da escola, quando você daria tudo para ouvir determinada explicação mais uma vez? —, fazer simulados e acompanhar o resultado instantaneamente, trabalhando o que precisa ser melhorado etc.

No ambiente online, também é possível passar rapidamente por uma matéria que você tem mais facilidade, sem precisar esperar o restante da turma, no caso da graduação presencial. Em outras palavras, você é dono do seu próprio ritmo e consegue controlá-lo de forma equilibrada.

Encontros presenciais periódicos

Você já percebeu que no semipresencial estão presentes todas as vantagens do EAD, somadas aos encontros presenciais periódicos, não é? É válido ressaltar que essas ocasiões em que comparece nas instalações da faculdade são muito importantes para seu desenvolvimento, tanto como aluno, quanto como profissional e até mesmo pessoa.

Nos polos de apoio, o ambiente serve de estímulo para a troca de ideias e contatos, facilitando, também, a resolução de dúvidas. É claro que na plataforma o estudante consegue ter acesso aos professores para sanar questionamentos de forma eficaz, mas, convenhamos, quando isso pode ser feito em tempo real, melhor ainda. Sem falar que ainda é possível a interação acontecer durante as videoconferências.

Quanto à frequência dos encontros, ela pode variar entre as faculdades, mas o comparecimento é obrigatório para os alunos.

Desenvolvimento de habilidades

Os estudantes da graduação presencial não só contam com o apoio da tecnologia para aprender o que precisam, a fim de desempenhar uma profissão com excelência, como também têm contato mais próximo com o corpo docente. A depender da faculdade, — mais adiante, falaremos sobre a importância de escolher uma instituição de credibilidade —, a equipe de professores e tutores é composta por profissionais com bastante bagagem.

Eles podem compartilhar com os alunos suas visões e experiências na área de atuação, estimulando o desenvolvimento das habilidades estratégicas e que serão de grande valia no cotidiano da profissão. Sem falar que os próprios alunos da graduação semipresencial tendem a desenvolver características valorizadas pelo mercado de trabalho.

Falaremos sobre isso também ao longo do post, mas, pense bem: não é qualquer um que consegue ter responsabilidade para encarar a liberdade que o semipresencial proporciona. Os empregadores, assim, já veem com bons olhos aqueles que concluíram uma formação nessa modalidade.

Maiores chances de fazer networking

Fazer networking significa montar e cultivar uma rede de contatos profissionais. A prática é importante tanto para quem ainda está dando os seus primeiros passos no mercado quanto para aqueles que já têm anos de experiência. Isso porque, criando conexões e mantendo um relacionamento com elas, você aumenta suas chances de ser lembrado quando surgirem oportunidades alinhadas ao seu perfil.

Além disso, você pode conhecer pessoas influentes que impulsionarão a sua carreira de alguma forma ou firmar parcerias de sucesso. Enfim, os benefícios do networking são muitos, e mesmo que seja possível fazê-lo em um curso EAD, optando pelo semipresencial, o contato com os colegas de turma e acadêmicos é mais estreito, potencializando as chances de criar uma rede de conexões.

Por isso mesmo, é interessante que o aluno aproveite ao máximo os encontros presenciais, participando ativamente das aula e mantendo um bom relacionamento interpessoal com os colegas.

Quem sabe não é justamente aquele amigo de sala que, conhecendo suas habilidades, poderá indicá-lo para uma oportunidade de emprego? Ou mesmo aquele professor que notou o seu bom rendimento e sabe de alguém que está contratando, passando o seu contato como indicação.

Bom custo-benefício

Os gastos que uma instituição de ensino tem com infraestrutura para manter apenas as aulas presenciais são bastante altos, por isso, a graduação semipresencial tem mais uma vantagem de grande relevância: as mensalidades são mais baratas quando comparadas às de um curso presencial. Mas, a economia não para por aí.

Quando precisa ir até a faculdade todos os dias, o aluno também tem gastos. Se ele for de transporte público, precisa pagar as tarifas de ida e volta. Caso tenha carro, deve custear a gasolina. Até mesmo quando tem uma carona ou vai de van, é necessário separar uma ajuda de custo ou mensalidade para quem está conduzindo. Por outro lado, optando pela modalidade presencial, essas despesas são reduzidas consideravelmente.

Isso porque ele estudará a maior parte da carga horária em casa e só precisará ir até a faculdade nos dias específicos. Até mesmo aqueles que não gastam com transporte por irem a pé sempre têm despesas extras ao frequentar a instituição de ensino todos os dias. Afinal, nem sempre dá para trazer lanche de casa ou escapar do xerox daquele livro gigante pedido pelo professor.

Sendo assim, se ainda tem dúvidas sobre presencial ou semipresencial, considere bem a relação custo-benefício. Esse aspecto é de grande ajuda no momento de tomar uma decisão, já que pesa no bolso e no orçamento da pessoa.

Qual a diferença para a faculdade EAD?

Diferentemente do semipresencial, o EAD é uma modalidade de ensino na qual apenas algumas avaliações são feitas no polo presencial — aliás, nem todas, já que há também provas a serem feitas online. Ou seja, não existe encontro em sala de aula fora dessa situação.

O aluno conclui o curso de forma totalmente virtual e, para tanto, basta contar com um computador com acesso à internet. Todas as aulas, apostilas e demais materiais didáticos, como exercícios, livros e apresentações de slide, ficam concentrados na plataforma de ensino.

Trata-se também de uma modalidade bastante buscada pelas pessoas nos dias de hoje, uma vez que o cotidiano é cada vez mais corrido e o tempo, escasso. Contudo, você já percebeu que os encontros presenciais são muito importantes, pois, potencializam oportunidades.

Quando optar por uma faculdade semipresencial?

A faculdade semipresencial é ideal para quem quer unir a flexibilidade e praticidade do EAD aos múltiplos benefícios de frequentar um ambiente acadêmico. Como já abordamos, esses encontros potencializam chances de fazer networking, — o que é fundamental para a carreira —, de conhecer mais a fundo os colegas de turma e o corpo docente e, é claro, até mesmo de fazer amizades que — por que não? — durarão por toda a vida.

Ela é muito procurada por jovens e profissionais que querem estudar e ter um diploma de nível superior, mas não têm tempo, nem condições de cumprir com as obrigações de um curso presencial. No entanto, nada impede que alguém que não trabalhe fora ou conte com um grande espaço disponível na agenda também ingresse na faculdade semipresencial, já que ela une o que há de melhor nas diferentes modalidades de ensino.

Por isso mesmo, esse tipo de graduação vem conquistando cada vez mais espaço no mercado acadêmico. Caso esteja com um pé atrás, não precisa se preocupar, pois falaremos no próximo tópico sobre como escolher uma boa faculdade. No entanto, já adiantamentos que essas formações são autorizadas e avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), seguindo os mesmos conceitos que o ensino presencial.

E o diploma?

Quanto ao diploma semipresencial, também temos ótimas notícias. As faculdades que cumprem com todos os critérios do MEC, portanto, estão autorizadas para ofertar cursos na modalidade, oferecem ao estudante que desejam se formar um diploma com o mesmo peso e mesma validade que um conferido em um curso presencial ou EAD, com reconhecimento em todo o território nacional.

A faculdade semipresencial é bem-vista pelo mercado?

Sim! A aceitação do mercado é bastante favorável em relação a esse modelo de ensino, já que existem até mesmo recrutadores preparados para avaliar certas habilidades estratégicas para as empresas nos candidatos formados em graduações semipresenciais.

Como são munidos de mais liberdade para estudar e montar seus horários, quem se forma numa graduação semipresencial já demonstra que tem responsabilidade, não concorda? Outras características observadas nesses profissionais incluem:

  • proatividade;
  • foco;
  • dedicação;
  • facilidade com gestão de tempo;
  • facilidade para tomar decisões acertadas e de forma rápida.

Posso ser reprovado por falta?

A decisão entre EAD ou semipresencial é uma dúvida que, de uma forma ou outra, acaba passando pela cabeça da pessoa que quer ingressar numa graduação que não seja presencial. Como já comentamos, na modalidade a distância, os encontros no polo EAD são restritos aos momentos de avaliações, sendo todo curso ministrado na plataforma online.

No entanto, não se engane pensando que os professores e tutores não estão de olho. Eles podem observar se o aluno acessou o sistema, com qual frequência fez isso, por quanto tempo permaneceu, se abriu determinado conteúdo, entre outros aspectos. Reprovar por falta no EAD não existe, mas não passar em uma disciplina por deixar de fazer as atividades demandadas e não cumprir com o cronograma, sim.

O mesmo vale para a graduação semipresencial. Se o aluno não se comprometer a participar das videoconferências em sala, faltando além do permitido, pode ser reprovado nas matérias das aulas que perdeu. Por isso é interessante ter um bom planejamento, a fim de comparecer no local nas datas necessárias.

Como escolher uma boa faculdade semipresencial?

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre a faculdade semipresencial? Como você pode perceber, é uma opção muito vantajosa em diversos sentidos. Para fechar este conteúdo com chave de ouro, não poderíamos deixar de falar sobre o quão importante é prezar pela qualidade da instituição de ensino antes de ingressar em um curso, afinal, diversos aspectos estão em jogo.

Ao cursar uma graduação, você não deixa de fazer um investimento — que, com certeza, renderá bons frutos futuramente. Mas, o valor destinado à mensalidade deverá ficar reservado para essa finalidade, a fim de não comprometer sua pontualidade com o pagamento. Por isso, é importante investir em uma graduação de qualidade ofertada por uma instituição séria e de credibilidade, como a Unopar.

Sendo assim, pesquise. Avalie o corpo docente — os professores são especializados? Há tutores? Vale lembrar que os tutores são um diferencial a ser considerado, pois, nem toda instituição oferece essa possibilidade para os alunos. Confira também se a faculdade escolhida tem o devido aval do MEC para ofertar cursos semipresenciais. Assim, você tem a certeza de que o investimento feito definitivamente não será em vão.

Com credibilidade no mercado, a Unopar dispõe de ambientes online interativos e polos presenciais com tecnologia avançada. O conteúdo das graduações, bem como a biblioteca digital, é preparado por equipes especializadas e multidisciplinares — preocupadas em fazer o processo de ensino-aprendizagem ficar mais atrativo, colaborativo e dialógico.

Pronto! Agora você já tem em mãos as principais informações que precisa para preparar a sua matrícula e ingressar em uma faculdade semipresencial. Assim, é possível contar com uma educação híbrida — que mistura os aspectos positivos de um curso presencial e a flexibilidade, modernidade e eficiência da graduação EAD. Sendo assim, não hesite em dar esse passo importante e que definirá o sucesso da sua carreira, afinal, todos merecem obter satisfação profissional, e estar preparado para suprir as demandas do mercado é crucial.

Se você que entender melhor quais são os diferenciais do ensino semipresencial da Unopar, entre em contato agora mesmo com o nosso time! Estamos prontos para conversar com você, tirar quaisquer dúvidas e auxiliá-lo nos processos necessários para começar a sua graduação semipresencial!

Infográfico características da faculdade semipresencial

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 9

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content