6 características essenciais em uma boa faculdade semipresencial

A faculdade semipresencial une a modalidade de educação a distância e a presencial. Nesse formato, o aluno consegue ter mais flexibilidade em seu dia a dia, sem perder em qualidade, conforme mostraremos neste conteúdo. A carga horária é dividida entre as duas formas de ensino, sendo que qualquer uma delas pode ser a predominante.

Essa é uma tendência no contexto educacional, pois o modelo ajuda o aluno a otimizar seu tempo e reter gastos com transporte, por exemplo. Unindo o melhor de cada um dos modelos, os encontros presenciais garantem o contato com os professores e a troca de experiências, enquanto as aulas virtuais proporcionam liberdade de remanejamento da rotina.

Pensando nisso, traremos algumas características essenciais que devem ser consideradas para escolher uma boa faculdade semipresencial. Acompanhe a leitura!

6 pontos para analisar antes de escolher uma faculdade semipresencial

A escolha da faculdade é fundamental para os estudantes, pois eles precisam de uma instituição que promova o conhecimento de forma eficiente, mas que também que module sua proposta às necessidades deles. Por isso, o modelo híbrido de ensino tem crescido e se mostrado bastante efetivo, proporcionando aos alunos um desempenho e engajamento ainda maior.

Confira, a seguir, algumas das características essenciais que uma faculdade semipresencial deve ter — e com as quais as Unopar já conta!

1. Investimento constante em tecnologia

Quando o curso oferece aulas na modalidade a distância, é fundamental que haja investimento em tecnologia. Afinal, as ferramentas para o acesso aos materiais devem ser eficientes para evitar possíveis instabilidades e erros no sistema. Caso contrário, se a universidade não garante esse quesito, ela perde em eficiência e o aluno seu tempo e dinheiro investidos.

Além disso, as plataformas precisam ser simples e intuitivas, facilitando o acesso do estudante e a compreensão a respeito do que é transmitido. É muito frustrante buscar algum conteúdo no sistema e perder tempo até encontrá-lo, por isso, a organização é essencial.

As novidades na área de tecnologia são comuns e, geralmente, oferecem oportunidades interessantes para otimizar os processos e aumentar a qualidade de ensino. Portanto, é bom que a universidade esteja disposta a encontrar opção adequadas e a investir recursos para potencializar a capacidade, melhorando a educação.

2. Foco na experiência do aluno

Todo curso de graduação deve ter como foco a experiência do aluno, e esse ponto também se aplica à faculdade semipresencial. Na Unopar, por exemplo, o aluno é protagonista de seu aprendizado, como salas de aula inovadoras, eles tiram o professor da posição de detentor do conhecimento e se encontram para o compartilhamentos de saberes, exercitando o senso crítico e demais habilidades.

Quando a instituição não demonstra preocupação em ouvir o aluno e respeitar suas vivências, o relacionamento fica instável e improdutivo. Por isso, com o aluno no centro do contexto de aprendizado, ele se sente mais acolhido e à vontade no ambiente acadêmico.

3. Professores que são referência no mercado

A qualificação dos professores deve ser um motivo de análise em qualquer curso. Afinal, eles serão seus principais guias e um apoio nesse processo de aprendizado, devendo ser, então, pessoas nas quais você deseja se espelhar futuramente.

Portanto, busque conhecer o corpo docente do curso em que você pretende ingressar — isso pode ser feito pelo próprio site da instituição. Outro ponto interessante é conversar com estudantes que ainda estão na faculdade e com ex-alunos da mesma graduação — você pode encontrar depoimentos deles nas páginas da própria instituição. Todas essas serão boas referências para retratar a qualidade dos professores e os seus métodos.

Os tutores também são fundamentais para as aulas a distância no momento de tirar dúvidas e orientas os alunos dentro do sistema. Além disso, eles são responsáveis por acompanhar o desenvolvimento e também avaliar seus trabalhos e exercícios. Por isso, a Unopar conta com um time de docentes pós-graduados e capacitados para oferecer todo o apoio que os alunos precisam.

4. Inovação constante nos processos e métodos

Uma faculdade que alia as aulas presenciais à educação a distância precisa sempre buscar novos métodos e processos. As inovações nessa área são constantes, portanto, a faculdade que não evolui fica atrasada e ultrapassada, o que é péssimo para os alunos, que perderão a oportunidade de trabalhar com metodologias mais atrativas e engajadoras, como a gamificação.

Além da tecnologia, há várias outras possibilidades de deixar o ensino mais atrativo e reter a atenção dos alunos, como trabalhar com as redes sociais e propor filmes e livros para complementar o que é ensinado nas matérias.

5. Polos presenciais à disposição do estudante

Ainda que a faculdade a distância ofereça a oportunidade de estudar em casa, o polo presencial da instituição deve estar na lista dos fatores que precisam ser analisados durante a escolha. Como o curso é semipresencial, o aluno também usará as instalações da instituição, podendo aproveitar os seus benefícios.

Alguns elementos são essenciais para que o local esteja preparado para receber os estudantes de todos os cursos, como bibliotecas, salas de informática com acesso à internet, auditórios para palestras e outros eventos. Esses ambientes contribuem para maximizar o aprendizado, dando aos alunos o conforto necessário e os meios de complementar a educação.

A instituição também deve disponibilizar uma boa infraestrutura para os alunos de cursos que precisam de aulas práticas em laboratório. Por isso, se a sua graduação contempla esse tipo de aprendizado, verifique as condições oferecidas e a qualidade dos materiais. Para se certificar de tudo isso, uma boa dica é visitar as dependências do polo presencial.

6. Reputação e reconhecimento

Antes de decidir, também é prudente pesquisar a reputação da instituição. Um passo importante é verificar há quanto tempo o programa semipresencial é oferecido, se a faculdade é preparada e qualificada para esse modelo e os resultados obtidos nos últimos anos. A Unopar, por exemplo, é credenciada ao MEC e está a mais de 40 no ramo do ensino superior, oferecendo cursos semipresenciais de qualidade e com ótimo custo-benefício.

Essas informações podem ser encontradas no site da faculdade, que contará seu histórico e mostrará os cursos oferecidos. Além disso, como o curso deve ser regularizado para que o diploma tenha validade em todo o território nacional, é necessário verificar seu reconhecimento pelo MEC.

Agora, você já sabe quais são as características essenciais que uma boa faculdade semipresencial precisa ter. É essencial que ela esteja sempre atenta à metodologia oferecida e sempre em busca de melhorias e novas experiências. Os alunos também devem considerar o polo presencial e a estrutura que a universidade oferece para atividades fora do ambiente online, a fim de garantir que terão o sucesso desejado com o curso escolhido.

A diferença entre o 100% online e o semipresencial

Ainda não ficou clara a diferença entre o semipresencial e a modalidade 100% para você? Confira o material abaixo!

Se você gostou de aprender mais sobre a educação semipresencial, então, aproveite a visita ao nosso blog para ler outros artigos que tratam sobre o assunto!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.