Desenvolvimento Back-End: veja tudo sobre a faculdade!

desenvolvimento back-end

Profissionais de Desenvolvimento Back-End são requisitados praticamente por qualquer empresa que lida com a criação, o gerenciamento e a atualização de sites e softwares. Hoje, quem deseja explorar essa grande fatia do mercado de tecnologia já pode ter um diploma de curso superior na área.

Se você tem interesse em trabalhar com softwares e linguagem de programação, mas não sabe como funciona o curso de Desenvolvimento Back-End Tecnólogo, não vá embora sem saber o que separamos neste post. Este guia é o primeiro passo para quem busca uma qualificação sólida nessa área. Confira e tire suas dúvidas!

O que é Desenvolvimento Back-End?

Back-End é usado para nomear toda a parte de códigos de programação voltados para o funcionamento interno de um site ou software, o que envolve banco de dados, funcionalidades de segurança e outros sistemas. É o contrário do Front-End: a parte mais visual de uma aplicação, relacionada com o design.

Por trás do visual amigável de um programa, sempre existe um Back-End agindo. Front-End e Back-End, portanto, são duas áreas interligadas do Desenvolvimento Web. Quando o profissional atua em ambas, ele é chamado de Full Stack.

O Desenvolvimento Back-End não está presente apenas em empresas que atuam diretamente com Tecnologia da Informação. Esse profissional pode trabalhar em uma equipe multidisciplinar de uma startup que conta com sistemas digitais, entre outros segmentos.

Qual é o objetivo da faculdade de Desenvolvimento Back-End?

Há desenvolvedores que realizam apenas cursos técnicos, enquanto outros fazem graduações como Ciências da Computação ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS). Essas formações oferecem uma base sobre lógica de programação e sistemas digitais, mas não tratam especificamente da atuação do profissional de Dev Back-End.

O diferencial da graduação na área é formar profissionais com domínio sobre as principais linguagens de programação Back-End, servidores, APls, hardware, software, bancos de dados e mobile. É um campo de estudo amplo, que abrange tudo que o profissional precisa para desenvolver sites e programas tanto para computadores quanto para celulares.

Na Unopar, o curso de Desenvolvimento Back-End Tecnólogo dura 2 anos (4 semestres). A parte teórica dos assuntos serve de base para o aluno dominar os principais desafios do profissional no mercado de trabalho. Portanto, é um curso forma profissionais capazes de entregar resultados com alto nível de qualidade técnica.

O que vou aprender no curso de Desenvolvimento Back-End?

Como vimos, a gama de assuntos envolvidos no curso de Dev Back-End é ampla e diversificada. Por ser uma formação de rápida duração, o aluno aprende de tudo um pouco para dominar a atuação técnica da sua profissão.

Listamos, a seguir, os principais conhecimentos que não podem ficar de fora da formação de um desenvolvedor Back-End. São assuntos que, depois da graduação, os alunos podem se aprofundar por conta própria. Veja!

Lógica de programação

A lógica de programação é indispensável para o desenvolvedor, seja ele Back-End ou Front-End. Todos os envolvidos no projeto devem conhecer as etapas que precisam ser cumpridas para chegar ao resultado do software.

É a lógica de programação que permite a um aplicativo, site ou qualquer outro sistema resolver à necessidade do usuário final, por mais diversas que sejam as linguagens.

Linguagens de programação

No curso de Desenvolvimento Back-End, o aluno tem contato com as principais linguagens de programação do mercado. É um domínio que fará toda a diferença na rotina de trabalho. Conhecer o HTML e CSS, por exemplo, é obrigação de todos os profissionais que querem entender como a internet funciona.

Outros exemplos são o JavaScript, uma das linguagens de programação mais versáteis, o PHP, Ruby e Python (talvez a mais usada e portátil para profissionais de Back-End).

APls

APIs são Interfaces de Programação de Aplicativos. Em outras palavras, são normas que uma empresa define quando outras querem desenvolver aplicativos com base em seus serviços. Por exemplo, se um desenvolvedor Back-End quiser inserir o Google Maps dentro do site de uma empresa que não pertence ao Google, ele precisa de uma APl.

Banco de dados

Qualquer site ou aplicativo, por mais simples que seja, precisa de um banco para armazenar dados. É responsabilidade do desenvolvedor Back-End garantir o pleno funcionamento do software nesse requisito. Esse é um assunto muito importante na grade curricular do curso superior para qualquer área da Tecnologia da Informação.

Segurança de dados

Existem alguns fatores sobre segurança de dados que todo programador deve entender, ainda mais atuando como um desenvolvedor Back-End. Bons exemplos são os métodos seguros de garantir o armazenamento e a transferência de dados. No curso superior da área, o aluno pode ver na prática como ocorrem essas técnicas e como pode adotá-las na rotina de trabalho.

Servidor

É graças aos servidores que grande e pequenas instituições se comunicam internamente e que existem redes para uso doméstico e empresarial. Na linguagem da computação, é um sistema responsável por controlar o tráfego de internet.

Para as empresas, é por onde se torna possível monitorar a navegação dos funcionários, fazer o bloqueio de download e URLs.

Quais são as principais matérias do curso de Desenvolvimento Back-End?

Na Unopar, a matriz curricular do curso de Desenvolvimento Back-End abrange os principais tópicos da profissão. Veja quais são as principais disciplinas:

  • Algoritmos e Programação Estruturada;
  • Lógica Computacional;
  • Modelagem de Branco de Dados;
  • Análise e Modelagem de Sistema;
  • Arquitetura e Organização de Computadores;
  • Desenvolvimento Orientado a Objeto;
  • Programação e Desenvolvimento de Banco de Dados;
  • Linguagem de Programação.

O curso Tecnólogo em Desenvolvimento Back-End aqui na Unopar é realizado em 4 semestres. O formato é EAD 100% online, modalidade que oferece flexibilidade para o aluno estudar quando puder e onde quiser.

Para cursar as matérias e ter o diploma, não é preciso comparecer a uma das unidades da faculdade, salvo em raras ocasiões previamente combinadas. A graduação é realizada no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da faculdade, um dos exemplos da tecnologia na educação.

Quais são as vantagens de investir em uma faculdade tecnológica de Desenvolvimento Back-End?

Se você chegou até aqui e ainda não se convenceu de que a graduação para Dev Back-End é uma boa escolha, confira as principais vantagens dessa formação profissional a seguir.

Rápida inserção no mercado de trabalho

O curso permite que o futuro profissional lide com os principais desafios do mercado de trabalho e, depois de 4 semestres, já comece a trabalhar. Essa rapidez é uma das características do curso superior Tecnólogo que mais atrai novos estudantes.

Diferentemente do Bacharelado ou da Licenciatura, o curso Tecnólogo prepara os profissionais para um nicho específico do mercado. O objetivo é fazer com que ele consiga entregar resultados técnicos de grande valor. Em 2 anos de curso, você domina uma área específica e já pode disputar vagas de trabalho.

Grade curricular voltada para os desafios da profissão

A grade curricular de um curso Tecnólogo é planejada para abranger as competências e práticas necessárias para o profissional atuar no mercado. É isso que faz dele um profissional tão requisitado no mercado de tecnologia, que lida majoritariamente com as ciências mais “duras”, e não com os campos de estudo teóricos.

Possibilidade de especialização

Depois de 2 anos de graduação em Desenvolvimento Back-End, você já pode aproveitar todas as vantagens de ter um diploma de nível superior. Dentre elas, está a possibilidade de fazer uma pós-graduação e conquistar ainda melhores oportunidades de trabalho.

O salário de um pós-graduado no Brasil pode aumentar em até 118% depois da formação, segundo a 54° edição da Pesquisa Salarial. E o melhor de tudo é que um curso de pós-graduação (strictu sensu ou lato sensu) também tem a duração de apenas 2 anos.

Mas, além do salário, a rotina de trabalho do profissional também passa por mudanças. Cargos que demandam alto nível de especialização geralmente exigem poucas horas de trabalho. Em linhas gerais, quanto mais técnico é o seu nível de conhecimento em uma área, menos tempo de dedicação tende a precisar para realizar o serviço.

Qual é o perfil do aluno e profissional da área?

A paixão por tecnologia é uma das características partilhadas por quem entra na graduação em Desenvolvimento Back-End. Mas isso não é suficiente para ter um bom currículo. Por ser uma área abrangente no mercado de tecnologia, ser dev exige desde competências técnicas básicas de um programador até soft skils para trabalhar em equipe.

Confira, logo abaixo, algumas competências que formam o perfil do aluno do curso e futuro profissional.

Base em matemática e raciocínio lógico

Uma base sólida na área de Exatas permite que o graduando em Desenvolvimento Back-End não enfrente tantas dificuldades nas disciplinas. Durante o curso, você lidará com códigos complexos das linguagens de programação, que refletem a rotina do profissional da área. Então, sai na frente quem já tem alguma familiaridade com o assunto.

Capacidade analítica

O desenvolvedor trabalha com projetos criados do zero ou atualizações de sites, aplicativos e softwares. É preciso manter uma visão global do projeto que está sendo produzido, inclusive do trabalho de outros profissionais. Simultaneamente, também é importante se voltar para sua etapa de trabalho e fazer um serviço bem-feito.

Teste Vocacional Rápido

Boa comunicação

A facilidade para receber feedbacks e opinar sobre o trabalho de outras pessoas facilita o dia a dia de qualquer equipe. Na atuação do desenvolvedor Back-End, essas habilidades comunicativas são necessárias em todas as etapas do trabalho. Basta pensar em cada decisão que precisa ser tomada até que se chegue o resultado de um software.

Familiaridade com o inglês

O inglês é considerado a língua universal, usada em vários momentos da vida pessoal e profissional. Na área de Tecnologia da Informação, pode ter uma importância ainda maior do que se espera, pois inúmeros vocábulos do mercado de trabalho são em nesse idioma. Por exemplo, Back-End, Front-End e Full Stack.

Mas não para por aí. Quase a totalidade das ferramentas usadas na infraestrutura de TI das empresas brasileiras foram, primeiro, lançadas em inglês. Naturalmente, outras versões de aplicativos e softwares virão. Nesse ritmo, as empresas querem sair na frente da concorrência e, por isso, contratam profissionais bem familiarizados com o idioma.

Com o domínio de uma segunda língua, principalmente se esta for a inglesa, novas portas se abrem para desenvolvedores, programadores, designers e outros profissionais da Tecnologia da Informação.

Como é o mercado de trabalho para Desenvolvimento Back-End?

O plano de seguir carreira como desenvolvedor Back-End gera entusiasmo para quem está no fim da graduação em cursos de tecnologia. As oportunidades estão por toda parte, pois faltam os profissionais qualificados.

Dentre as possibilidades da área, certamente aquelas que mais cresceram nos últimos tempos são o mercado para dispositivos móveis, o e-commerce e o universo dos jogos, ramos em que o desenvolvedor Back-End pode ter extremo valor.

No mercado de aplicativos para dispositivos móveis, o profissional formado em Dev Back-End pode atuar como programador e desenvolvedor mobile. Estima-se que o segmento deva movimentar mais de R$ 6 trilhões até o final de 2021. No Brasil, as perspectivas são das melhores, tendo em vista que somos uma das nações que mais usam smartphone.

No e-commerce, o desenvolvedor Back-End pode atuar como profissional autônomo, prestando serviços para mais de uma loja virtual, ou dentro de uma equipe multidisciplinar, cuidando da infraestrutura das plataformas da empresa.

A cada ano, cresce o número de lojas virtuais brasileiras. Estima-se que, só em 2020, o crescimento do e-commerce brasileiro tenha sido de 73,88%. A concorrência leva gestores de todos os nichos de atuação a buscarem maneiras de melhorar a experiência do usuário, investindo em novos projetos que necessitam da ajuda de programadores especializados.

Finalmente, o mercado de games também pode ser o alvo de desenvolvedores recém-formados. Se ainda não conhece o que faz um profissional de jogos digitais, saiba é o programador o responsável por dar vida ao planejamento inicial, cargo que pode ser desempenhado por quem passa pelo Tecnólogo em Desenvolvimento Back-End.

Como é a rotina do profissional em Desenvolvimento Back-End?

Atuando em departamentos de TI ou de maneira autônoma, o desenvolvedor Back-End mantém a estrutura tecnológica dos softwares em pleno funcionamento. Isso envolve atividades como fazer o domínio para sistemas operacionais de servidores, avaliar relatórios de falhas e estatística das plataformas.

O profissional trabalha com as linguagens específicas, como Python e PHP, cria bancos de dados e os integra a outras aplicações, além de garantir medidas de segurança para os sites e aplicativos da empresa.

Quanto ganha um desenvolvedor Back-End?

O salário de um desenvolvedor Back-End é atraente no Brasil, principalmente por conta da necessidade de cada vez mais profissionais especializados para as atividades da área. A média é de R$ 4.773*, segundo dados do Glassdor.

Essa remuneração pode aumentar significativamente de acordo com a experiência profissional e o porte da empresa. Grandes instituições oferecem benefícios corporativos que melhoram a qualidade de vida dos profissionais, além de salários acima da média. Quanto maior é o cargo hierárquico, o salário e os benefícios tendem a ser maiores.

Por que estudar Desenvolvimento Back-End na Unopar?

É preciso encontrar uma faculdade para estudar Dev Back-End e, assim, construir uma base sólida para ingressar no mercado de tecnologia. É com esse compromisso que a Unopar oferece o curso, na modalidade de ensino a distância.

Essa é uma das nossas graduações voltadas para a área de Tecnologia da Informação. Na Academia tech Unopar, você encontra outros cursos de desenvolvimento que aliam a vantagem de uma rápida inserção no mercado de trabalho com qualidade no ensino.

Veja quais são as vantagens de estudar Dev Back-End na Unopar.

Formas de ingresso no curso

No vestibular agendado tradicional, é possível agendar o dia (dentro do período proposto pela faculdade) e comparece a uma unidade da Unopar para fazer a prova. Se preferir, pode optar pelo vestibular online: você presta o exame sem sair de casa, totalmente pela internet.

Caso tenha feito o Enem, também é permitido usar sua nota para substituir o vestibular e ainda disputar uma bolsa de estudo. Os critérios para escolher essa forma de ingresso é ter participado de alguma edição do exame nos últimos três anos e alcançado a pontuação mínima de 200 pontos na redação e na média das provas objetivas.

Se você já faz uma graduação e quer estudar Dev Back-End na Unopar, entre no processo de transferência externa e garanta sua vaga. O curso de origem não precisa ser necessariamente relacionado com a área de tecnologia. Você só precisa se certificar de que cumpre as normas para participar do processo de transferência.

Corpo docente especializado

Sem um corpo docente especializado em Tecnologia da Informação, o aluno não tem uma formação de alto nível em Dev Back-End. É por isso que os professores da Unopar que ministram as disciplinas desse e dos demais cursos de desenvolvimento são especialistas, mestres e doutores na área de TI.

Bolsas de estudo e descontos

As bolsas de estudo são descontos voltados para estudantes que não podem arcar com o valor integral das mensalidades. Na inscrição online do vestibular da Unopar, você pode solicitar a bolsa Enem e ganhar descontos de até 100%, desde que cumpra os requisitos para receber o benefício.

Se você entrar na Unopar por transferência externa, também recebe um benefício que vale até o final do curso. Mas, caso não se encaixe nos critérios de nenhuma das bolsas de estudo, é possível ter um abatimento na mensalidade nos seguintes casos:

  • desconto para funcionários públicos e militares: o abatimento na mensalidade vale para os militares e funcionários públicos de nível municipal, estadual e federal, além de cônjuges e dependentes com até 24 anos;
  • desconto por pontualidade: o abatimento também vale para os alunos de cursos EAD da Unopar;
  • desconto na pré-matrícula: os estudantes que participam da pré-matrícula ganham isenção na taxa de inscrição.

Por fim, quem trabalha em uma empresa conveniada com a Unopar também recebe desconto na mensalidade em cursos de graduação e pós-graduação.

Preparação para os desafios do mercado de trabalho

Na Unopar, o incentivo ao ingresso no mercado de trabalho acontece desde a preparação da grade curricular até as iniciativas e os programas oferecidos pela faculdade:

  • acesso exclusivo ao Canal Conecta: um portal online com vagas de emprego e estágio em diferentes áreas;
  • programa Trilha de Carreira: treinamentos 100% online, gratuitos e exclusivos para o aluno da Unopar sobre gestão de pessoas, tecnologia, investimentos, empreendedorismo etc.;
  • contato com profissionais conceituados na Aula Destaque: aulas 100% online, gratuitas e exclusivas para os nossos alunos, ministradas por grandes nomes em diversas áreas do mercado de trabalho.

Com tantas possibilidades ainda na graduação, os recém-formados na Unopar saem da faculdade já atuando na área ou com ótimas perspectivas de emprego!

Boa avaliação no MEC

Se você pensa em estudar Desenvolvimento Back-End na Unopar, pode ficar tranquilo em relação ao reconhecimento da faculdade pelo MEC. Todos os nossos cursos de graduação e pós-graduação são bem-avaliados, com notas do MEC acima de 3 ou 4.

Mensalidades mais acessíveis

As mensalidades acessíveis dos cursos a distância têm atraído ainda mais estudantes brasileiros para o ensino superior. Além de toda flexibilidade de horários e ritmos de estudo oferecida por essa modalidade, o EAD garante mais economia quando comparado ao presencial.

Na Unopar, você faz a faculdade de Desenvolvimento Back-End caber no bolso e ainda se prepara para o mercado de trabalho com todos os nossos programas de qualificação!

Bibliotecas

A Unopar oferece bibliotecas físicas nas unidades espalhadas pelo país, mas os alunos também podem aproveitar a nossa biblioteca virtual. O espaço digital permite o acesso a obras digitalizadas, e-books, arquivos de multimídia, documentos e guias.

Tornando-se aluno da Unopar, você pode consultar documentos da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), livros indicados pelos professores, entre outros que contribuirão para sua formação profissional. Em nosso acervo online, é possível renovar, pegar emprestado, reservar e registrar a devolução de livros.

Agora é com você!

O diploma de nível superior em Desenvolvimento Back-End vai permitir que você entre no mercado de tecnologia após 4 semestres e ainda tenha a experiência dos estágios antes de concluir a graduação. Os alunos da Unopar contam com uma grade curricular voltada para os desafios da área e benefícios exclusivos.

Então, se você ainda não se inscreveu no vestibular, não perca tempo e comece a construir sua carreira de sucesso. Faça sua inscrição online e venha estudar com a gente!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.