10 dicas para montar um portfólio de Arquitetura

estudantes de arquitetura

Um arquiteto que deseja ter um currículo diferenciado não pode deixar de apresentar também um portfólio de Arquitetura. Esse material funciona como o lado prático da trajetória profissional a ser mostrado, bem como as competências adquiridas no decorrer dos trabalhos já realizados.

Acontece que muitos estudantes deixam para preparar esse documento apenas após a entrega do diploma — o que não é muito vantajoso. Somado a isso, também não sabem bem como fazer um portfólio de Arquitetura.

Pensando nisso, preparamos as melhores dicas para você já sair do curso de Arquitetura e Urbanismo com tudo pronto para conquistar clientes e mostrar suas habilidades. Lembrando que esse material é uma coleção dos seus principais trabalhos e, por isso, merece um cuidado especial. Confira!

Como montar um ótimo portfólio de Arquitetura?

Antes de mais nada, veremos quais são as dicas para fazer um portfólio arrasador. Vamos lá?

Conte uma história

Um simples currículo organiza teoricamente as suas qualificações profissionais. O portfólio, por outro lado, tem o poder de comprovar que você já tem experiência na execução de projetos e outros trabalhos voltados à sua área por meio de exemplos práticos.

Já que você está no início da carreira, então, que tal elaborar um portfólio de Arquitetura mais atraente, por meio de uma narrativa com início, meio e fim? A proposta é contar uma história, mostrando a evolução de cada projeto, por exemplo. É possível apresentar o problema, apontar os caminhos e tentativas de execução e, claro, o resultado de sucesso.

Essa abordagem é boa porque mostra aos seus clientes muito mais do que um simples projeto de Arquitetura finalizado. A jornada traz consigo muitos detalhes importantes sobre suas habilidades e competências. Então, vale a pena evidenciá-las e deixar o seu portfólio bem criativo!

Seja objetivo

O que não pode acontecer, contudo, é a criatividade se aflorar demais e, assim, estragar o seu foco. Ainda que você escolha contar uma história do projeto e que sinta orgulho de apresentar cada detalhe dele, seja objetivo e tenha em mente a famosa máxima de que menos é mais.

Afinal de contas, nem sempre o excesso é sinônimo de qualidade na entrega de informação. Por isso, defina uma ideia central, priorize o melhor de cada trabalho e aprenda a selecionar — infelizmente, algumas coisas vão precisar ficar de fora!

Cada projeto, por exemplo, pode trazer apenas uma, duas ou três imagens do produto arquitetônico. Priorize o que é importante em relação ao que o cliente deve ter conhecimento sobre ele e evite poluição visual.

Inclua projetos específicos de determinado nicho

Sabe o que ajuda muito na dica anterior da seleção? Você pode dar prioridade a um nicho específico e produzir um portfólio de Arquitetura especializado. Se gosta da área de designer de interiores, elenque apenas trabalhos voltados a ela. Se descobriu no decorrer do curso que adora paisagismo, design de produto ou escala urbana, evidencie isso no seu material!

Poderíamos ficar aqui por horas dando exemplos de portfólio de Arquitetura, mas essa tendência se mostra forte por aí. Arquitetos que planejam principalmente apartamentos não ficam enchendo sua apresentação profissional com projetos pontuais que, juntos, não têm consistência.

Além de delimitar melhor o próprio portfólio e facilitar a sua vida, essa atitude vai contribuir para você ocupar uma posição real no mercado — com potencial para se transformar em referência e autoridade naquele assunto. Já pensou em como isso pode ser relevante?

Deixe traços autorais

O trabalho humano, ainda que otimizado pela transformação digital, continua sendo único. Cada arquiteto tem o seu estilo próprio, por mais que decida seguir uma linha de atuação. Assim, é criado um traço autoral, que funciona muito bem como uma assinatura.

Vamos a um exemplo clássico? Dificilmente alguém olha uma obra de Oscar Niemeyer e não acerta de primeira que o trabalho é dele. Estamos mentindo? Pois bem, você não tem obrigação de ser um dos maiores gênios da profissão, mas conta com competência de sobra para criar essa sua marca registrada.

Ela pode ser o fio condutor do seu portfólio, principalmente se o conteúdo em geral for direto e com linguagem acessível. Dessa maneira, o cliente que for analisá-lo vai voltar toda a atenção para o seu diferencial: o traço autoral. Alguns escritórios e empresas de Arquitetura também procuram por esse tipo de personalidade nos candidatos.

Faça uma boa apresentação

Outro fator importante na construção do seu material é a apresentação. Por mais que não seja um currículo em si, nada impede que você diga quem é enquanto profissional. E, aqui, nunca se esqueça de se basear na honestidade e colocar apenas o que é verdade.

Enfeitar demais a apresentação, aumentar algumas informações ou simplesmente dizer mentiras são práticas que vão prejudicar bastante a sua carreira. Afinal, elas têm o poder de colocar a pessoa em grandes ciladas. Já pensou dizer que sabe fazer determinado tipo de serviço e, ao ser contratado, não conseguir entregar os resultados esperados?

Mostre sua formação ao longo do material

Se não tem tantos projetos arquitetônicos para compor o seu portfólio, não fique com vergonha nem caia na armadilha anterior. Você pode muito bem expor a sua formação acadêmica, aproveitando tudo o que fez de bom durante o curso.

Os projetos desenvolvidos na faculdade costumam ser ótimos referenciais e mostram que a pessoa já tem experiência profissional e prática. Portanto, vale garimpar seus melhores trabalhos, incluindo artigos e contribuições teóricas a alguma solução urbanística, por exemplo.

Aqui na Unopar, você consegue isso facilmente. Na modalidade de ensino presencial ou na semipresencial, que oferece flexibilidade necessária para seu estudo, existe o apoio personalizado de professores de alto nível e uma infraestrutura completa. Para se formar conosco, há formas de ingresso facilitadas e um bom custo-benefício, com opções de bolsas e financiamentos para parcelar suas mensalidades.

Atualize seu portfólio de Arquitetura

A produção de um portfólio não é rápida, então, não tenha ansiedade no processo! A seleção do conteúdo e a escolha da melhor apresentação podem levar tempo — e é por isso que nós aconselhamos que você comece a prepará-lo ainda na graduação.

Contudo, sua trajetória acadêmica e profissional vai proporcionar inúmeras experiências e oportunidades. Você terá novos projetos interessantes que valem ser incluídos no portfólio de Arquitetura. Então, veja esse material como algo inacabado, mas no bom sentido: cuide de atualizá-lo com frequência, preferencialmente a cada semestre ou uma vez por ano.

Crie projetos por conta própria

Outra dica importante é: não deixe para selecionar apenas os trabalhos que realmente foram feitos por você para clientes ao longo da faculdade ou até mesmo depois da graduação. Não se contente apenas com isso!

Para impressionar os seus futuros clientes, a recomendação é criar projetos do zero, utilizando apenas a sua criatividade. Eles também são uma ótima maneira de demonstrar todo o seu potencial, explorar áreas criativas que não puderam ser trabalhadas com os clientes e mostrar que há interesse e comprometimento em sua ética profissional.

Selecione os melhores trabalhos da faculdade

Quando concluir a faculdade, é hora de enxugar o seu portfólio. E, para isso, é importante que você saiba selecionar os seus trabalhos mais emblemáticos e significativos para representar a sua personalidade, capacidade e sua “marca”!

Nem sempre conseguimos fazer isso de forma realmente objetiva, não é mesmo? Por isso, conte com a opinião de amigos confiáveis, professores com os quais você nutra uma boa relação e até mesmo familiares.

Considere sempre a sua intuição na hora de escolher. Não se esqueça de que o portfólio é uma extensão de sua mente para o papel e que é a partir dele que os futuros empregadores conhecerão a sua essência profissional!

Explore novos formatos de portfólio

Nada de ficar na mesmice! Ainda que portfólios tradicionais sejam muito eficientes, é interessante utilizar outros recursos para ampliar a sua gama de possibilidades profissionais. Assim, seus clientes ficarão ainda mais impressionados!

Existem aqueles modelos físicos em formatos impressos, que causam uma boa impressão quando se está à procura de um bom salário do formado em Arquitetura e Urbanismo –– que tem média de R$ 6.248,16*.

Porém, para facilitar a atualização contínua, você pode criar o seu portfólio de Arquitetura digital, que otimiza a visualização e até mesmo sua divulgação. É também uma ótima oportunidade de demonstrar que você está à frente de seu tempo e seguindo todas as tendências do setor.

Priorize uma construção simples e de fácil navegação

Por fim, uma dica que é um dos pilares da Arquitetura: menos é mais. Por mais que seja tentador investir em um portfólio cheio de “firulas”, tente manter o documento o mais limpo e simples o possível.

Tenha em mente que organização não é o mesmo que poluição visual e que o que deve se destacar em seu portfólio são os seus trabalhos! Por isso, invista em um layout simplificado e de fácil navegação pelo cliente, seja ele físico ou digital.

Por que investir em um portfólio de Arquitetura?

Todas essas dicas são valiosas porque os nossos estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo aqui na Unopar. Além de terem uma formação de peso para montar um portfólio conquistador, os alunos têm uma conexão direta com as melhores vagas de estágio ou emprego, por meio do Canal Conecta.

Já imaginou receber aquela proposta incrível de trabalho, mas não ter um portfólio pronto, quando solicitado? Esse é o motivo crucial para a execução dessa pasta: mostrar quem você é, como profissional, aos clientes em potencial.

Por meio de indicação ou quando você mesmo vai atrás de uma vaga no ramo da Arquitetura e Urbanismo, é crucial ter uma amostra de seus trabalhos para garantir ao cliente que você realmente sabe do que está falando e mostrar um pouco o seu estilo e personalidade.

Venha para a Unopar!

Gostou de conhecer essas dicas para construir um ótimo portfólio para Arquitetura? Agora, você já está um passo à frente de sua concorrência e muito mais apto para conquistar as melhores vagas do setor, mesmo que ainda não tenha iniciado a graduação!

Então, se você gosta da área e se vê trabalhando com Arquitetura, já pode ir pensando em seu portfólio. Porém, mais importante que isso é dar o primeiro passo na carreira: inscreva-se na Unopar e inicie a sua graduação hoje mesmo!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content