Como funciona um projeto de arquitetura na faculdade?

projeto de arquitetura

Você sabe o que é um projeto de arquitetura? Trata-se de um elemento fundamental para a elaboração de toda obra arquitetônica, destinado a transformar uma ideia em representação concreta. Porém, para isso, é preciso ter uma boa formação superior.

Nesse sentido, estudar na Unopar fornece ao aluno o acompanhamento necessário para consolidar suas competências profissionais. O suporte é integral, combinando aspectos teóricos importantes com oportunidades práticas que facilitam o acesso ao mercado de trabalho.

Um arquiteto urbanista recebe, hoje, entre R$ 5.766,21 e R$ 14.355,13. Saber fazer um bom projeto pode ser um grande diferencial para quem atua na área, contribuindo para a busca do emprego dos sonhos.

Neste post, vamos conhecer as respostas das seguintes perguntas:

O que é necessário para fazer um projeto de arquitetura?

Fazer um projeto de arquitetura envolve, primeiramente, uma estrutura de elaboração determinada. Em linhas gerais, ele é composto por um conjunto de representações visuais, como desenhos ou simulações, e documentos técnicos detalhados.

O objetivo pode ser a construção ou a reforma de uma obra, seja de natureza comercial, residencial, empresarial ou institucional. Qualquer intervenção arquitetônica, portanto, em uma casa, restaurante, escritório ou museu, exige um processo adequado de planejamento.

Para fazer um projeto, deve-se seguir uma série de etapas que não são complicadas, mas exigem habilidades específicas do profissional. Há um método a ser seguido e, dentro dele, deve-se haver espaço para a criatividade e a imaginação. Veja algumas das etapas cruciais do processo:

  • conversar com os clientes — buscar ideias e informações concretas sobre os objetivos do projeto;
  • visitar o local — identificar as características do espaço, como a metragem;
  • elaborar um estudo preliminar — fabricação de um conceito e primeiras representações gráficas;
  • fazer o anteprojeto — etapa de detalhamento e aprofundamento;
  • elaborar o projeto legal ou de aprovação — no caso de uma construção, envia-se o documento ao órgão responsável por aprová-la;
  • realizar o projeto executivo — especificação e plantas para iniciar a construção.

Vale acrescentar que, em termos metodológicos, há duas normas basilares para a realização de um projeto de arquitetura. Falamos da ABNT/NBR 16636-1 (Elaboração de projetos de edificação) e da ABNT/NBR 6492 (Representação de projetos de arquitetura).

Esses documentos estabelecem uma série de condições exigíveis na elaboração de qualquer proposta arquitetônica. Absorvê-las, porém, exige tempo e exercício. Por esse motivo, tais saberes e procedimentos estão devidamente incorporados à grade curricular do curso de Arquitetura e Urbanismo.

Todo o conhecimento necessário é trabalhado com dinâmicas próprias ao longo do curso, respeitando o tempo individual. A faculdade é o lugar de aprender com qualidade, não com pressa, concorda? Por isso, a Unopar preza ao máximo o desenvolvimento integral e gradual de cada aluno.

Como as matérias da faculdade vão me ajudar?

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Unopar foi meticulosamente pensado para oferecer um percurso enriquecedor ao aluno. Durante a graduação, as matérias fornecerão instrumentos essenciais para ensiná-lo a confeccionar um bom projeto de arquitetura na faculdade.

No primeiro semestre, o estudante é introduzido à Ecologia Urbana, estudando projetos de cidades sustentáveis no Brasil e no mundo. No segundo semestre, entram matérias específicas, como as de Atelier de Projeto de Arquitetura e Introdução ao Projeto de Arquitetura e Urbanismo. Nelas, o tema é introduzido e contextualizado didaticamente.

A matéria de Atelier de Projeto de Arquitetura torna-se um acompanhamento de referência ao longo de toda a duração do curso. A cada semestre, ela retorna, para que o aluno desenvolva novas técnicas e conceitos. Também é uma chance para sedimentar seus conhecimentos de modo mais natural.

No terceiro e no quarto semestre, entra a matéria de Informática Aplicada à Arquitetura e Urbanismo, que conta com os módulos I e II. Nelas, ocorre a apresentação de recursos indispensáveis para a representação gráfica dos projetos, como o sistema CAD e outros softwares.

Também nas disciplinas de Urbanismo I, II e III, que ocorrem no sétimo, no oitavo e no nono semestre, algumas noções de projeto são trabalhadas e articuladas ao espaço da cidade. Planos urbanísticos ou anteprojetos detalhados estão entre os conteúdos aqui previstos.

Por fim, os três módulos de Trabalho Final de Graduação, ministrados no oitavo, no nono e no décimo semestre, fornecem o acompanhamento personalizado para que o aluno não se perca. Nelas, o projeto será devidamente concebido, revisado e confeccionado, levando em conta o material gráfico e a justificação detalhada.

Vale ressaltar que a Unopar oferece esse percurso nas modalidades de ensino presencial e semipresencial (EAD). Ambas são conduzidas por professores e tutores especializados. Busca-se, assim, oferecer maior flexibilidade para alunos que precisem disso para administrar o seu tempo.

A partir de qual período já posso fazer um projeto?

Como você pôde ver, a fabricação de um projeto atravessa toda a duração do curso. Porém, é importante que o aluno cumpra todos os requisitos do percurso para se tornar apto a fazer seu projeto.

Embora os conhecimentos sejam trabalhados e assimilados de maneira dinâmica, podemos considerar a partir do oitavo período o aluno começa a elaborar sua ideia. Nada impede, contudo, que práticas relacionadas sejam mobilizadas de maneira prévia.

A disciplina de Trabalho Final de Graduação constitui, assim, a consolidação dos anos de esforço e aprendizado. Em seus três módulos, ela reafirma a preparação do profissional e fornece a ele o aval necessário para seguir sua trajetória de maneira autônoma.

Como os estágios ajudam a fazer os projetos?

Experiências prévias são não apenas possíveis, como também desejáveis. Um profissional que testa seus saberes na prática, aplicando-os a situações reais, provavelmente alcançará um maior amadurecimento de suas habilidades, potencializando a qualidade de seus trabalhos.

Na Unopar, o estágio curricular é componente obrigatório no processo de formação. Ele proporciona ao graduando uma imersão em ambientes relevantes para o seu desenvolvimento. Além disso, permite uma constante atualização quanto às mudanças no mercado de trabalho.

O aluno também recebe apoio da instituição para realizar o estágio curricular não obrigatório, no âmbito de atividades extracurriculares. Existe, por fim, a parceira com o Canal Conecta, que oferece um vasto leque de possibilidades de inserção e atuação no mercado de trabalho.

É isso que você está buscando? Então, veja quais são as formas de ingresso para o curso de Arquitetura e Urbanismo e seja um aluno Unopar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.