Psicologia Criminal: o que é e como atuar nesse mercado?

mulher em mesa de delegacia

Você sabe o que é Psicologia Criminal? Resumidamente, esse é um ramo da Psicologia Jurídica que aborda as questões psicológicas envolvidas em um crime, no comportamento do criminoso, traçando uma linha de suas ações.

No curso de Psicologia, os estudantes conhecem um pouco mais sobre a área e muitos optam pelas especializações para atuarem com eficácia na carreira. Porém, é um setor muito concorrido, já que a maioria das vagas existentes são para cargos públicos, ou seja, são vinculados à aprovação em concursos.

Isso não é ruim, pois a efetivação em um desses cargos pode ser uma garantia de estabilidade e bons salários. Há também oportunidades para o trabalho autônomo, fazendo análises para os profissionais do Direito Criminal na defesa ou acusação, com laudos psicológicos de seus clientes.

Podemos dizer que a Psicologia Criminal saiu das séries norte-americanas para a realidade? Continue a leitura e descubra que a história não é bem assim!

O que é a Psicologia Criminal?

Se você gosta de séries de TV, já parou para assistir a alguma inspirada na polícia estadunidense, não é mesmo? Ou pelo menos já ouviu falar! A realidade é bem diferente do que acontece nas análises meticulosas feitas pelos psicólogos criminais da televisão. Seria bom se fosse igual, não?

Contudo, esses profissionais ainda não adquiriram esse status todo que aparecem nas telinhas. Muito disso acontece por falta de investimento governamental na área e também pelo pouco reconhecimento da importância do psicólogo na análise de crimes.

A tendência é de mudança, mas enquanto ela não vem, o papel desse profissional ainda está relacionado com a Psicologia Jurídica e Psicologia Social. Até porque é o psicólogo quem vai fazer uma análise justa dos aspectos psicológicos que levaram a pessoa ao delito.

Nas séries, os crimes violentos e frequentes são retratados em volta da patologia da psicopatia, um diagnóstico que é dado por psicólogos após a avaliação dos acontecimentos que levaram a pessoa a cometer tais atrocidades.

Em nossa realidade, a maioria das infrações não é tão grave. Com isso, o psicólogo criminal acaba atuando em outras atividades menos complexas, mas ainda valorizadas no mercado, como veremos.

Como é o mercado de trabalho na área?

As vagas para Psicologia Criminal exigem mais do que o conhecimento em relação ao comportamento do ser humano. Isso porque você também vai precisar conhecer e lidar com a leis e suas aplicabilidades diante de diferentes crimes.

Se você tem o perfil certo para atuar nesse campo, o Canal Conecta é o portal exclusivo para os estudantes da Unopar. Quanto mais preparado para o mercado de trabalho, maiores as suas oportunidades. E isso ainda aumenta quando a sua faculdade se preocupa com seu futuro, não é mesmo?

A média salarial de um psicólogo criminal está em torno de R$ 3,4 mil* mensais, mas esse valor depende muito do cargo ocupado e do tempo de experiência profissional. Lembrando que as vagas estão concentradas no setor público, mas também existem demandas na prestação de serviços.

Quais são as principais áreas de atuação do Psicólogo Criminal?

Agora que você sabe como trabalhar com Psicologia Criminal, chegou o momento de apresentarmos as principais áreas de atuação desse profissional. Vejamos!

Perícia Criminal

Apesar de ser um cargo que não exige especificamente a graduação em Psicologia, o curso está entre os aptos para a candidatura nos concursos da Polícia Civil e Federal. O perito é o responsável por coletar provas e investigar os acontecimentos de um crime, analisando desde as evidências físicas no local até os indícios comportamentais que levaram a pessoa a cometê-lo.

Serviço Público

Caso seu interesse esteja um pouco mais direcionado para a pesquisa, segurança e inteligência, um dos cargos cobiçados é o de oficial de inteligência na ABIN (Agência Brasileira de Inteligência). Além disso, também há concursos para os Tribunais de Justiça e as Forças Armadas, em que o acompanhamento não é tão voltado para o criminal, porém, não menos importante.

Assistência

Um assistente pode ser contratado para auxiliar um perito em uma investigação, principalmente quando a formação do profissional da polícia não é em Psicologia. Assim, você vai colaborar com a análise comportamental e oferecer o laudo necessário para a continuidade de uma investigação, por exemplo.

Como começar a atuar na área?

Muitos estudantes já entram no curso com o objetivo de ser psicólogo criminal em mente, outros descobrem a área de interesse durante a faculdade. Como vimos, o que não é possível negar é a importância da graduação em Psicologia para a atuação nesse mercado. Ou seja, para começar a atuar, você precisa dar início o seu curso superior antes de qualquer coisa.

Um investigador com o conhecimento adquirido na faculdade de Psicologia consegue enxergar aspectos que uma pessoa leiga poderia deixar passar. Assim como acontece nos seriados dos serviços de streaming, o apoio do psicólogo pode ser a chave para a solução de grandes casos envolvendo psicopatas e sociopatas.

Quando a faculdade se preocupa com a sua formação acadêmica, suas chances de sucesso são ainda maiores. Ao estudar aqui na Unopar, você tem formas de ingresso facilitadas, apoio personalizado, avaliação continuada e diversos benefícios exclusivos. Com a Aula Destaque, você tem contato com experiências de profissionais da área para ajudar no desenvolvimento das suas habilidades.

Mesmo que a realidade não seja igual aos filmes e séries, a Psicologia Criminal ainda é uma área que desperta o interesse de pessoas curiosas, empáticas e que sabem lidar com os acontecimentos de maneira imparcial. Essas são características básicas para um bom psicólogo e, na criminalística, acaba sendo essencial na resolução de muitos crimes.

A Psicologia Criminal ainda tem um mercado muito específico, com vagas centralizadas em cargos públicos. Porém, reforçamos que existe uma forte tendência para a abertura de mais espaço, já que dentro da Psicologia Jurídica há uma demanda por pessoas especializadas na resolução de crimes — o lugar perfeito para quem consegue entender os acontecimentos a partir da análise do comportamento dos acusados.

Gostou de saber mais sobre a área de Psicologia Criminal? Tem interesse em atuar nesse segmento? Dê o primeiro para a sua carreira: inscreva-se em nosso vestibular!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content