Devo fazer Educação Física ou Fisioterapia?

profissional de fisioterapia

Você gosta da área da saúde e pretende trabalhar para o bem-estar das pessoas? Nesse cenário, pode bater aquela dúvida: o melhor é cursar Educação Física ou Fisioterapia? Apesar de serem setores com boas oportunidades profissionais, saiba que a atuação de cada uma é diferente.

O jeito é pesquisar mais a fundo essas carreiras para saber a que combina com seu perfil. Para ajudar você, preparamos este post com as principais informações sobre os cursos. Ambos são oferecidos aqui na Unopar para formá-lo um profissional de sucesso, qualquer que seja a sua escolha.

Venha conosco e entenda se é melhor ter o diploma de educador físico ou fisioterapeuta. Boa leitura!

O que a Educação Física e a Fisioterapia têm em comum?

É natural que, na hora de escolher um curso superior, você fique na dúvida se faz Educação Física ou Fisioterapia. Isso porque são áreas da saúde que trabalham para a qualidade de vida das pessoas e, na maioria das vezes, com movimentos.

São profissionais que estudam disciplinas teóricas e práticas para compreender de forma integral as particularidades do corpo humano e seus sistemas. Assim, atuam com o objetivo de prevenir e recuperar lesões por meio do movimento corporal.

Outro ponto em comum é que tanto o profissional de Educação Física quanto o fisioterapeuta vão lidar diretamente com pessoas. Por isso, é importante gostar de trabalhar com o público e ter empatia — a fim de conseguir se colocar no lugar do outro, entender suas necessidades e oferecer o melhor serviço.

Por que fazer uma graduação em Educação Física?

Apesar de algumas semelhanças, saiba que existe diferença entre Educação Física e Fisioterapia. No caso da primeira, o aluno precisa escolher se quer fazer a Licenciatura (tornando-se no ensino básico) ou Bacharelado (podendo atuar nos outros segmentos, exceto na educação).

É um curso que aborda aspectos da Biologia, movimento, corpo humano e as principais modalidades esportivas. Afinal, o objetivo é preparar o aluno para atuar na melhoria da qualidade de vida das pessoas de diferentes faixas etárias.

Áreas de atuação

Além de trabalhar com Educação Física escolar, você também pode escolher segmentos, como:

  • condicionamento físico: é o personal trainer ou professor em academias, clubes, condomínios e spas, com planejamento e orientação de programas de treinamento;
  • esportes: trabalho em clubes e equipes esportivas ou ainda no acompanhamento de atletas como preparador físico ou treinador;
  • recreação, lazer e turismo: coordenação de programas recreativos para grupos infantis em hotéis, resorts e áreas de lazer ou ainda com turismo ecológico, especialmente com esportes radicais;
  • ginástica laboral: elaboração e realização de programas de ginástica laboral para equipes de empresas;
  • saúde: reabilitação física junto a equipe multiprofissional em clínicas e hospitais;
  • grupos especiais: orientação de programas de atividades físicas específicas para a terceira idade, portadores de deficiência, gestantes, entre outros;
  • gestão e empreendedorismo: identificação e seleção de talentos esportivos, gestão de academias e organização de eventos.

Há diferentes possibilidades de atuação, permitindo encontrar boas oportunidades em portais de vagas e nas redes sociais. No curso de Educação Física da Unopar, você tem ajuda exclusiva do Canal Conecta, portal de empregabilidade parceiro.

Se você se pergunta quanto ganha um professor de Educação Física, saiba que a média salarial no Brasil para o profissional é de R$ 2.251*, de acordo com o site Vagas. É um valor que pode aumentar com o tempo de experiência e realização de qualificação na área.

Quais são as vantagens de fazer faculdade de Fisioterapia?

Se você está no dilema de seguir a carreira de Educação Física ou Fisioterapia, precisa entender como funciona a segunda área. O fisioterapeuta trabalha no diagnóstico e tratamento de distúrbios relacionados ao movimento, atendendo pacientes de diferentes faixas etárias.

A faculdade na Unopar é um Bacharelado e conta com aulas teóricas e práticas para que o aluno entenda sobre os tratamentos e técnicas manuais utilizados e consiga tomar a melhor conduta de acordo com cada paciente. Também aprende a interpretar exames de imagem, como radiografia e ressonância magnética.

Desse modo, o curso de Fisioterapia prepara o profissional para fazer a prevenção, tratamento e recuperação de quem sofreu alguma lesão, daqueles que estão doentes ou ainda de pessoas que apresentam algum vício de postura. Em outras palavras: auxilia para reeducar a capacidade física e funcional do paciente.

Para isso, em sua rotina de atendimento, ele faz exercícios, massagens e conta com o uso de frio ou calor. Também utiliza equipamentos que têm ação analgésica e anti-inflamatória.

Quem tem perfil empreendedor também pode se dar bem nessa área, já que há a possibilidade de abrir sua própria clínica ou consultório.

Áreas de atuação

O interessante é que há diversas áreas da Fisioterapia, o que permite atuação em segmentos variados:

  • esportes: a Fisioterapia esportiva está em alta e se volta para a prevenção e tratamento de lesões em atletas;
  • gerontológica: para trabalhar diretamente com idosos;
  • ortopédica e traumatológica: realização de tratamento em casos de traumas, fraturas ou ainda reeducação postural;
  • trabalho: realização de programas de prevenção e de tratamento de lesões por esforço repetitivo (LER), com foco em empresas;
  • oncológica: trabalho direcionado para necessidades de pessoas que estão em tratamento de câncer;
  • dermatológica: atuação na reabilitação de pacientes na etapa pós-cirúrgica ou com quem sofreu queimaduras com a utilização de técnicas para otimizar a cicatrização;
  • cardiológica ou respiratória: tratamento específico para pacientes que passaram por procedimento cirúrgico a fim de prevenir doenças cardíacas e respiratórias;
  • estética: área em que o fisioterapeuta se especializa em tratamentos estéticos para amenizar cicatrizes ou reduzir celulites, estrias, flacidez e gordura localizada.

O salário em Fisioterapia de acordo com o site Catho é de R$ 2.188,62*. No entanto, essa remuneração pode chegar a R$ 4.000*, dependendo da experiência do profissional ou no caso de ele ter alguma especialização.

Como vimos, você pode fazer tanto Educação Física quanto Fisioterapia aqui na Unopar. Ambos os cursos são oferecidos nas modalidades de ensino presencial e semipresencial, para maior autonomia e flexibilidade nos estudos. Além disso, você ainda conta com formas de ingresso facilitadas e benefícios exclusivos.

Com este post, ficou mais fácil escolher entre Educação Física ou Fisioterapia? São carreiras aquecidas no mercado da saúde, mas que têm objetivos diferentes. Seja qual for a sua escolha, o importante é contar com uma instituição de ensino superior de referência para que você tenha bons professores e receba uma formação de qualidade.

Dê o primeiro passo rumo ao seu sucesso: inscreva-se no vestibular online da Unopar e conquiste as melhores oportunidades!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content