O que é Marketing de Relacionamento e como atuar na área?

profissionais de marketing de relacionamento

O que seria das empresas sem o Marketing? À medida que as transformações digitais acontecem e o comportamento do consumidor muda, essa área também constrói novos conceitos, ferramentas e tendências. Assim, temos o Marketing de Relacionamento como uma dessas novas estratégias.

O objetivo maior é a fidelização de clientes. Por isso, para reforçar essa relação de proximidade com o público, as empresas hoje têm times inteiros para trabalhar com Marketing de Relacionamento e garantir uma experiência do consumidor satisfatória e personalizada.

Se você deseja saber mais sobre o assunto e tem interesse em se especializar na área, vai gostar do que preparamos neste conteúdo. Aqui, vamos explicar o que é Marketing de Relacionamento, por que ele está em crescimento e como seguir carreira nesse ramo. Boa leitura!

O que é Marketing de Relacionamento?

Com o passar das décadas, o Marketing mudou bastante. Afinal, é preciso agir sempre à frente e de acordo com a realidade do momento, certo? Com as inovações tecnológicas e um novo padrão social de relação de consumo, essa área vem se adaptando constantemente para lidar com o cliente atual.

Nesse sentido, o Marketing de Relacionamento é um conjunto de estratégias que focam a criação e a manutenção do relacionamento com o público, de uma forma positiva, próxima e que garanta a sua fidelização. Isso porque o cliente está cada vez mais digitalizado, exigente e munido de informações.

Com a forte concorrência do mercado, as mudanças no mundo do trabalho e a facilidade de consumir produtos e serviços por meio dos recursos digitais, é preciso trabalhar a relação entre empresa e cliente. Conseguimos isso com o Marketing de Relacionamento, de modo que as pessoas se tornem uma espécie de fãs e seguidores da marca — e não apenas simples consumidores.

Diferentemente do Marketing tradicional, o de Relacionamento considera toda a jornada do cliente, isto é, desde a sua captação até o pós-venda. Neste último estágio, aliás, é que está a maior força e o desafio do profissional da área, porque é nesse momento que a fidelização pode acontecer de fato (ou não).

Vale ressaltar que o profissional da área tem uma remuneração atraente: um analista ganha em torno de R$ 3.645,70*, com um teto salarial de R$ 8.408,16*. Porém, esse valor tende a crescer de acordo com o cargo e a especialização, como é o caso dos rendimentos de uma pessoa responsável pelo Marketing de Relacionamento de uma empresa.

Por que essa é uma área em crescimento?

Quem é da área de Marketing ou Administração sabe o quanto o mercado sofreu transformações irreversíveis, sobretudo nos últimos anos. As empresas perceberam que a relação com o cliente conquistado é mais rentável ao negócio do que a prospecção constante de consumidores.

O Marketing de Relacionamento, nesse contexto, é a melhor estratégia em termos de promover e potencializar esse novo panorama do consumo. Afinal, as decisões de compra são mais complexas do que se imagina, como mostra uma pesquisa recente do Google. É preciso encurtar o caminho entre o gatilho e a compra, por exemplo –– e, nesse meio tempo, fortalecer os laços com o cliente.

O novo consumidor quer uma experiência completa, que vai além da simples compra de um produto ou serviço. As suas aquisições estão muito atreladas a ideais, posicionamentos e estilo de vida. Por isso, a sua relação com as marcas se torna mais humanizada do que antes. Logo, não há como negar que essa é uma área em franco crescimento e com altos níveis de empregabilidade.

Vender não é mais a única prioridade de um negócio que realmente quer se posicionar de forma competitiva no mercado. O profissional que trabalha com esse tipo de Marketing precisa entender os novos padrões comportamentais, estudar bastante as personas da sua empresa e, por meio de dados e mensurações, desenvolver técnicas de captação, engajamento, conversão e, claro, relacionamento qualificado com o seu público.

Como seguir carreira no Marketing de Relacionamento?

A verdade é que a área é bem aberta e interdisciplinar. Por isso, vemos muitas pessoas de diversos ramos trabalhar com Marketing de Relacionamento. Contudo, o caminho para elas é um pouco mais longo, uma vez que precisaram fazer uma transição de carreira para, então, especializarem-se em algum curso de Marketing.

Ingresse em uma graduação

Quem decide desde o início a seguir essa carreira pode começar com uma faculdade de Marketing EAD, a fim de estudar com mais profundidade todos os conceitos da área e ter uma visão completa para atuar no mercado — que se altera constantemente em virtude das transformações tecnológicas e do Marketing Digital.

A carreira nessa área é desafiadora, justamente porque o profissional nunca pode parar de se qualificar e estudar as tendências. Quem não se atualiza, mesmo depois da faculdade, certamente ficará para trás. As melhores vagas em Marketing de Relacionamento são daqueles que buscam conhecimento e tentam aplicá-lo nas suas estratégias.

Portanto, vale a pena investir em um curso conceituado, de uma instituição de ensino de confiança. Na Unopar, você escolhe a sua graduação, a modalidade desejada (no caso dos cursos de Marketing, semipresencial ou 100% online) e faz sua inscrição no vestibular. Assim que sair o resultado, já pode realizar a matrícula e começar a estudar. As formas de ingresso são facilitadas e há possibilidades de descontos, além de o estudante ter como recursos bolsas e créditos estudantis.

Desenvolva habilidades essenciais para a área

Durante a sua formação acadêmica em Marketing, você vai sentir na teoria e na prática que é preciso ter algumas características comportamentais importantes. A principal delas é organização. Se o profissional não souber gerir suas tarefas e horários, ele vai se enrolar bastante com a alta demanda de atividades em sua rotina de trabalho.

Dessa forma, também é bom ter uma boa dose de automotivação, pois os objetivos esperados do Marketing de Relacionamento são desafiadores. Somado a isso, ainda podemos citar as habilidades digitais, extremamente importantes no contexto atual do mercado.

Para desenvolver uma relação de sucesso com os clientes e conseguir fidelizá-los, você também vai precisar de outras habilidades do especialista em Marketing. Entre elas, se encontram: criatividade, visão holística, flexibilidade, resiliência para lidar com as falhas e acertos e, claro, uma ótima capacidade de comunicação e controle emocional.

Se essas habilidades ainda não são o seu forte, saiba que é possível desenvolvê-las com o tempo. Daí a importância da faculdade, já que nesse período dá para descobrir e trabalhar as suas competências antes mesmo de ingressar no mercado de trabalho.

Aliás, aqui na Unopar, você ainda tem a chance de conquistar ótimas vagas em Marketing de Relacionamento ao finalizar o seu curso, por meio do Canal Conecta. Esse portal disponibiliza oportunidades de estágio e emprego especialmente para os nossos estudantes. Muito bom, não é mesmo?

Agora que você já conhece melhor o Marketing de Relacionamento e sabe da importância de uma graduação na área, que tal começar a sua carreira, aqui e agora? Faça sua inscrição em nosso vestibular online!

* Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content