Qual é o preço da faculdade de Farmácia?

estudante de faculdade de farmácia

Por ser uma área com grande empregabilidade e ter amplo campo de atuação, o curso de Farmácia é um dos mais procurados. Esse setor está em alta devido à expansão de pesquisas fármaco-químicas e a comercialização crescente de medicamentos entre os consumidores.

Nesse sentido, a pessoa que atua nesse ramo tem um leque de oportunidades de trabalho. Para isso, saber qual é o preço da faculdade de Farmácia é um dos passos para conquistar a tão sonhada vaga em uma graduação. Afinal, adquirir uma formação de qualidade é essencial para conseguir se destacar na carreira, não é mesmo?

Se você deseja saber quanto custa a faculdade de Farmácia aqui da Unopar e quais são as principais áreas de atuação para o profissional, continue a leitura do post!

Quanto custa o curso de Farmácia?

A mensalidade do curso de Farmácia aqui na Unopar começa em R$ 399*, e o aluno conta com duas possibilidades para a graduação: presencial e semipresencial –– modalidade a distância, com atividades presenciais.

Outros custos durante essa trajetória são os materiais utilizados nas aulas práticas, que envolvem o dia a dia do profissional. Eles incluem, sobretudo, os EPIs: equipamentos de proteção individual. Luvas, jaleco, touca e máscara são bons exemplos.

Quem opta por essa graduação deve saber que a graduação exige muita atividade em laboratório, mão de obra especializada e equipamentos especiais. Por isso, não costuma ser tão barato. Nesse sentido, saiba que o curso de Farmácia semipresencial é bom e oferece um diploma tão reconhecido quanto o do presencial, porém, com valores mais em conta.

Quanto tempo dura o curso?

A faculdade de Farmácia tem duração de 5 anos e é do tipo Bacharelado, preparando o estudante para trabalhar no ramo de cosméticos, fármacos e medicamentos. Na graduação da Unopar, você aprende questões ligadas às áreas da Saúde, Ciências Biológicas e Química. Porém, também é preciso ter acesso a conhecimentos das Ciências Humanas e Sociais.

Esse conjunto de informações que envolvem o desenvolvimento humano e técnico do aluno tem o objetivo de formar profissionais que saibam a importância de trabalhar de modo responsável e ético. O campo de atuação é bem amplo. Ele pode realizar análises clínicas e toxicológicas, pesquisar sobre novos medicamentos, atender o público em drogarias etc.

Qual é o conteúdo estudado?

Nos primeiros anos do curso, são vistas disciplinas básicas nas áreas da Saúde e Ciências Biológicas. Depois, o aluno conta com matérias mais específicas sobre a prática profissional. Elas o auxiliam a compreender o funcionamento da seleção, manipulação e produção de medicamentos.

As aulas apresentam uma grade extensa e contêm muitas atividades práticas, feitas em laboratórios. Aqui na Unopar, algumas matérias do curso de Farmácia são:

  • Genética;
  • Fitoterapia;
  • Toxicologia;
  • Bioquímica;
  • Homeopatia;
  • Farmacologia;
  • Cosmetologia;
  • Saúde Coletiva
  • Química Analítica;
  • Microbiologia Básica;
  • Assistência Farmacêutica;
  • Psicologia Aplicada à Saúde;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Imune e Hematológico;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Nervoso e Cardiorrespiratório.

Qual é o perfil do estudante de Farmácia?

Uma característica que você precisa ter para cursar essa faculdade é gostar de ambientes de pesquisa. Para se tornar um profissional de sucesso, é necessário ser capaz de atuar de maneira ética em tempo integral, agindo de modo responsável nas decisões. Muitos estudantes se encantam com as oportunidades de emprego que a graduação proporciona.

Veja, logo abaixo, algumas características que compõem o perfil do estudante de Farmácia.

Familiaridade com matérias da área de saúde

Uma coisa é certa para quem se interessa pela área de saúde: é preciso estudar para trabalhar em Farmácia. Isso significa que, além de graduação, o profissional precisa aperfeiçoar técnicas, conhecer as tendências do seu segmento e investir em novas capacitações se quiser manter seus serviços relevantes para o mercado.

O primeiro passo é entrar na faculdade de Farmácia. A familiaridade com Biologia, Química e Física já garante uma base para aprender assuntos mais complexos, como Toxiologia, Homeopatia e Farmácia hospitalar.

Ou seja, se você se deu bem com as Ciências da Natureza durante o ensino médio, já tem uma habilidade importante para o curso de Farmácia.

Desenvolvimento da empatia e boa comunicação

Quem entra no curso de Farmácia exercita desde as primeiras atividades práticas o uso da linguagem mais adequada de acordo com o público. Isso porque os profissionais de saúde, no dia a dia de trabalho, precisam desenvolver a troca de diálogo e estabelecer uma confiança para orientar as pessoas.

Só assim é possível ser plenamente compreendido por quem busca serviços de saúde, independentemente do grau de escolaridade ou experiência de vida. Nos estágios supervisionados, a empatia e a boa comunicação são algumas das habilidades desenvolvidas para que o aluno tenha a sensibilidade de entender a situação de cada um.

Gosto pelo trabalho em grupo

Uma das atribuições de um farmacêutico é se engajar em iniciativas para promover e reabilitar e a saúde dos pacientes sob o seu acompanhamento. O profissional pode fazer parte de grupos com vários especialistas da área de saúde, que procuram planejar soluções em conjunto, como grupos de pesquisa e equipes de atendimento.

O farmacêutico também pode ficar responsável por ministrar treinamentos com funcionários. Em decorrência disso, são necessárias as habilidades de motivação e capacidade de liderança.

Antes mesmo de entrar no mercado de trabalho, o graduando em Farmácia precisa se engajar em grupos para realizar as atividades práticas das disciplinas. Nos estágios supervisionados, não é raro fazer parte de equipes de atendimento para lidar com os problemas e desafios do setor.

Então, podemos dizer que o trabalho em grupo é uma realidade comum tanto na atuação do farmacêutico quanto nos seus anos de formação acadêmica.

Quais são as oportunidades de atuação em Farmácia?

O farmacêutico pode exercer a sua profissão em vários segmentos. O mercado de trabalho é amplo e oferece muitas oportunidades, que chamam a atenção principalmente pelas boas remunerações. A média salarial do profissional é de R$ 3.508,57*.

É importante conhecer as principais áreas da Farmácia mais bem-pagas para que você possa ter uma visão ampla sobre as atividades. Confira, a seguir, quais são.

Farmácia hospitalar

Farmácia hospitalar é uma especialidade que acompanha os quadros evolutivos dos pacientes que são tratados com medicamentos. O profissional deve supervisionar os técnicos e enfermeiros, para que as aplicações e combinações sejam realizadas nos horários corretos.

É fundamental que, antes de prescrever qualquer remédio, os médicos consultem o farmacêutico hospitalar, que orientarão sobre interações e reações medicamentosas que podem acontecer. O salário médio é de R$ 3.682,49*.

Farmácia clínica

O profissional de Farmácia clínica atua diretamente com as pessoas, conciliando e acompanhando tratamentos farmacológicos. Também realiza pequenas conferências e consultas, garantindo que o medicamento indicado seja usado de modo correto.

O campo de atuação é amplo, e esse farmacêutico pode encontrar emprego em qualquer parte do país. A média salarial é de R$ 3.682,49*. É fundamental que ele tenha conhecimentos sobre Fisiologia e Patologia, além de dominar o inglês para entender os textos técnicos da área.

Farmácia fitoterápica

O farmacêutico que deseja atuar nesse ramo precisa cursar uma pós-graduação em Fitoterapia. Também deve adquirir o conhecimento necessário para trabalhar em laboratórios que são dedicados à produção e à pesquisa de medicamentos naturais.

Essa área está em alta, já que muitos têm interesse na Fitoterapia. O salário médio para as atribuições nesse campo é de R$ 3.670,42*.

Saúde pública

Desde 1973, com a aprovação da lei n° 5.991, o farmacêutico integra a saúde pública, pois a nova legislação determinou que os farmacêuticos ficassem responsáveis pelas farmácias dos municípios. Mas só em 2013, quando o Conselho Federal de Farmácia publicou a resolução n° 578, foram regulamentadas as atribuições do farmacêutico no SUS.

No Sistema Único de Saúde, o farmacêutico fica responsável por organizar ações de educação sobre saúde para a comunidade, desenvolver iniciativas para a redução de erros de medicação, fazer orientação e acompanhamento farmacoterapêutico, entre outras atribuições. O salário médio no ramo é de R$ 4.710,63*.

Farmácia nuclear

Para quem procura uma carreira desafiadora e com muitas ofertas dentro da área de saúde, a Farmácia nuclear é uma ótima opção. O farmacêutico é especializado em radiofármacos e tem grande valorização no mercado. Atua em centros de Medicina Nuclear de hospitais e nas empresas privadas que demandam esse serviço.

O farmacêutico da área fica responsável por:

  • acompanhar pacientes que fazem uso de radiofármacos;
  • elaborar protocolos clínicos de radiofármacos com outros profissionais da sua equipe;
  • garantir o descarte adequado de resíduos e rejeitos radioativos;
  • desenvolver novos radiofármacos, entre outras atribuições.

Por conta do grau de especialidade exigido pela carreira, há uma carência de farmacêuticos especialistas em Radiofarmácia no país. O salário médio na área é R$ 3.682,49*.

Como é o mercado de trabalho para Farmácia?

Profissionais graduados em Farmácia entram em um mercado de trabalho com boa empregabilidade. A área de saúde, de modo geral, é uma das que mais cresce em relação à oferta de novas vagas de trabalho. Em março de 2020, houve um aumento de 281% no número de anúncios com novas vagas nesse segmento.

O dado é de um levantamento feito pelo site de empregos Catho, a pedido do portal BBC News Brasil. Aliado a isso, a indústria farmacêutica cresceu bastante na última década, tornando-se um dos setores com as melhores perspectivas em termos de mercado. Tudo isso mostra que um farmacêutico com boa formação dificilmente fica sem emprego no país.

De toda forma, quem deseja seguir no ramo farmacêutico precisa prestar atenção em vários fatores que garantem a diferenciação profissional. Assim como acontece em outras profissões, o mercado é competitivo e disputado, sendo importante se esforçar para se destacar e conquistar bons cargos.

Para você ter uma ideia, são mais de 221 mil profissionais em atividade no mercado, espalhados por um número superior a 160 mil empresas no país.

Como se destacar na carreira?

Algumas dicas para ter um diferencial na carreira incluem:

  • invista em capacitação;
  • especialize-se em uma área;
  • faça um bom networking;
  • atente às novidades do mercado;
  • domine outras línguas.

Aqui na Unopar, você encontra uma faculdade que o prepara para ser um profissional de excelência. Com um sistema de ensino diferenciado e de qualidade, é possível aprender na prática com casos reais da profissão.

Outro diferencial é o Canal Conecta, um portal gratuito e exclusivo de vagas de emprego e estágio, que faz a ligação entre você e várias empresas em todo o país. Além disso, encontra formas de ingresso facilitadas, que incluem vestibular online, nota do Enem, transferência e assim por diante.

Quais são as tendências para o futuro de Farmácia?

A área de saúde é bastante dinâmica, com novas ferramentas e técnicas sendo produzidas a todo instante. Os farmacêuticos podem acompanhar as tendências do mercado para saber, por exemplo, áreas proveitosas para investir em uma pós-graduação, ingressar no mercado de trabalho ou mudar de área.

Para ajudar você a ficar por dentro do futuro de Farmácia, vamos explicar algumas tendências da formação. Confira!

Atuação na saúde estética

A indústria de cosméticos vem crescendo cada vez mais com a venda de produtor para resolver rugas, acnes, estrias, celulites, linhas de expressão e mercas de envelhecimento. É um mercado que movimentou R$ 4,6 bilhões no início de 2019, só para você ter uma noção. Dentre os profissionais que atuam nele, precisa dos conhecimentos técnicos dos farmacêuticos.

Além de atuar na execução de procedimentos estéticos para melhorar a saúde estética de pacientes, o farmacêutico da área pode atuar em estabelecimentos para fins estéticos com procedimentos não cirúrgicos. Isso sem falar da assistência farmacêutica de dermocosméticos e de nutricosméticos em drogarias.

Para ingressar na área, o farmacêutico precisa, além da graduação em Farmácia, de um curso de pós-graduação em saúde estética.

Farmácia clínica

Desde 2014, após a aprovação da Lei nº 13.021, os farmacêuticos passaram a ser responsáveis por exercer funções clínicas. A Farmácia deixou de ser apenas um estabelecimento comercial e passou a atuar como prestadoras de serviços de saúde. Em um contexto de envelhecimento da população, essa é uma tendência cada vez mais presente.

A Farmácia clínica, como vimos, torna o farmacêutico um profissional ainda mais relevante para a saúde das pessoas. E a tendência para o futuro é que as atividades da área fiquem ainda mais em evidência, na medida em que a população cuida mais da própria saúde, realizando exames e fazendo tratamentos com medicamentos.

Agora é com você!

Se você chegou até aqui, já sabe o preço da faculdade de Farmácia e outras informações importantes sobre o curso. Lembre-se de optar por uma instituição de ensino de qualidade e reconhecida para garantir uma boa formação acadêmica. Assim, você pode aprender tudo sobre o curso, tornando-se um profissional de excelência.

Quer estudar em uma instituição de ensino renomada? Então, inscreva-se no vestibular da Unopar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 65

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.