6 características sobre a profissão de Fisioterapia

profissão fisioterapia

Uma das mais importantes tarefas para quem quer seguir a profissão de Fisioterapia é conhecer tudo sobre a área. Além de descobrir as disciplinas do curso e possibilidades de atuação, outros detalhes são importantes para ajudar na decisão de uma carreira.

Pesando nisso, nós da equipe Unopar preparamos uma lista cheia de características e curiosidades que merecem sua atenção. Aproveite a chance de descobrir várias peculiaridades sobre o que é Fisioterapia em poucos minutos de leitura!

A formação em Fisioterapia se constrói com foco na humanidade 

Todas as áreas da saúde têm um componente básico: a humanidade. Embora elas tenham diferenças entre si, o fato de servir o próximo e ajudar a cuidar do bem-estar da população representa uma vocação muito humana.

É claro que todas as profissões contribuem de alguma forma com a sociedade. A questão é que o contato dos fisioterapeutas, médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde é ainda mais direto.

Afinal, estamos falando de seres humanos que estão em busca da solução das suas dores, da recuperação de perdas que eles sofreram, da qualidade de vida que necessitam para vencer dia após dia. Esse é um dos motivos pelos quais a Fisioterapia é uma área tão encantadora, sendo que ter um perfil humano é essencial para a qualificação do fisioterapeuta.

As atividades da profissão são extremamente diversas e dinâmicas

Muitas pessoas imaginam os fisioterapeutas como profissionais que recebem pacientes em seus consultórios para tratar da recuperação de algum acidente ou trauma sofrido. Essa é uma imagem real, mas não a única possível considerando que a carreira é muito ampla.

E o que faz um fisioterapeuta? Eles estão em clínicas, hospitais, escolas, empresas, instituições esportivas, entre outros locais. São ambientes de trabalho e áreas da Fisioterapia diferentes.

A remuneração é outro ponto variável, principalmente de acordo com o serviço prestado e região. A média salarial brasileira apontada pelo Guia de Profissões e Salários da Catho é de R$ 2.188,62*, mas esse valor pode mais do que duplicar dependendo da situação e experiência do profissional.

Diante de tudo isso, dá para escolher qual sua especialidade preferida para seguir — o que garante maior dinâmica para a trajetória de cada profissional. Quando as perspectivas não estiverem tão favoráveis, basta mudar o foco e apostar em outro segmento para explorar novas oportunidades. Por isso, não deixe de se dedicar em todas as matérias de Fisioterapia.

A resolução de problemas é um dos focos da área

Se você é uma pessoa que não gosta de escutar ou resolver problemas, talvez seja melhor reconsiderar a escolha da Fisioterapia como profissão. Faz parte da rotina ter que avaliar intercorrências, lidar com imprevistos e com os mais diversos públicos.

A não ser pelos pacientes que fazem tratamentos preventivos, o dia a dia do fisioterapeuta é justamente atender casos “problemáticos” — ainda que a gravidade deles possam variar bastante, já que existem pessoas com que sofreram uma pequena torção e as que estão internadas em situação crítica.

Paciência, tranquilidade, boa comunicação e inteligência emocional estão entre as principais habilidades para conseguir enfrentar essa rotina. A dica é focar o privilégio de ajudar a solucionar problemas e não somente a existência deles, inclusive para o cotidiano não se tornar muito desgastante.

O fisioterapeuta precisa ter características específicas

Acabamos de citar algumas habilidades que fazem a diferença para um bom profissional. Agora, vamos completar esse perfil com outras características que todo fisioterapeuta deve buscar desenvolver.

Empatia

Esse é um enorme diferencial para todos que querem trabalhar com Fisioterapia e na área de saúde em geral. Lidar com algo tão delicado quanto a vida de uma pessoa requer um posicionamento empático, que seja capaz de acolher, entender e ajudar o outro.

Um exemplo bem prático disso é a empatia na hora de receber as reclamações de dores e reconhecer as limitações de cada paciente.

Disposição

Fisioterapeutas precisam ser profissionais disponíveis, que fazem o possível para atender bem seus pacientes. Aliás, nessa área é muito comum ter que flexibilizar a agenda e oferecer atendimento a domicílio (também conhecido como homecare). Como o perfil das pessoas atendidas varia muito, a disponibilidade é essencial.

Vontade de aprender

O corpo humano é um sistema complexo, que continua sendo estudado diariamente no mundo inteiro. Um bom curso de Fisioterapia oferece os principais conhecimentos que os profissionais usam no dia a dia, mas o aprendizado não pode parar nunca. A vontade de aprender é um dos segredos das pessoas bem-sucedidas.

Facilidade para trabalhar em equipe

Por mais que os fisioterapeutas consigam trabalhar de forma autônoma e tenham plena capacidade para tratar seus pacientes, muitas vezes é preciso lidar com outros profissionais para oferecer um tratamento mais completo.

Isso é muito comum em clínicas e hospitais, sendo necessário desenvolver habilidades ligadas ao relacionamento interpessoal para facilitar o dia a dia.

O componente humano é essencial para todo o processo

Já citamos aqui várias habilidades comportamentais (ou soft skills) para trabalhar com Fisioterapia, o que demonstra que o sucesso não depende apenas de um currículo brilhante e das competências técnicas. Certamente esses aspectos são relevantes, até porque é preciso ter um diploma reconhecido para exercer a profissão.

Acontece que, sem os componentes humanos, fica difícil se destacar nesse meio e conseguir boas oportunidades. Os fisioterapeutas são avaliados não somente pela qualidade dos tratamentos que proporcionam para seus pacientes, mas pelo atendimento como um todo.

Isto é, pelas capacidades humanas que ficam evidentes no relacionamento com aqueles que são atendidos. Não duvide que há profissionais com a parede cheia de certificados e agendas vazias, enquanto outros realmente conseguem fazer a diferença na vida das pessoas.

A tecnologia tem sido cada vez mais essencial para o segmento

Por fim, saiba que o contato com a tecnologia é cada vez mais importante no universo da Fisioterapia, não só para engenheiros ou cientistas. Muitas soluções já foram e continuam sendo desenvolvidas para o atendimento fisioterápico.

Portanto, é fundamental acompanhar todas as tendências. As clínicas e profissionais que investem em tecnologia conseguem transformar seus resultados, tanto no que diz respeito à eficiência do atendimento (usando softwares para controle de agenda e comunicação com o público, por exemplo) como na eficácia dos tratamentos.

Os equipamentos modernos possibilitam grandes benefícios e suas vantagens não podem ser ignoradas. Quem sabe tudo sobre Fisioterapia e quer ser um profissional de excelência também precisa entender de tecnologia.

Os alunos da Unopar sabem disso e, desde o início da graduação, já têm contato com as tecnologias aplicadas na área. Esse é um dos diferenciais da nossa graduação, além de ter acesso a uma plataforma exclusiva de empregos (o Canal Conecta) e poder escolher entre as modalidades presencial ou também Fisioterapia semipresencial!

Você também pode alcançar essa conquista!

Gostou das curiosidades sobre a profissão de Fisioterapia? Se você acha que realmente se identifica com essa área, não perca mais tempo e faça sua inscrição no nosso vestibular!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.