Conheça as 9 principais matérias estudadas no curso de Fisioterapia

aluna de matéria de fisioterapia

Tratar lesões, treinar movimentos, corrigir erros de postura… essas são apenas algumas responsabilidades de um profissional da saúde muito importante: o fisioterapeuta. É ele quem auxilia pessoas de todas as idades e condições a terem uma qualidade de vida melhor e, consequentemente, mais bem-estar. 

As áreas da Fisioterapia são muitas e, com essa diversidade, é de se esperar que as matérias de Fisioterapia no ensino superior sejam bastante diversificadas. Por isso, para quem está pensando em ingressar na faculdade da área, é interessante saber um pouco sobre o que será estudado durante os anos de graduação. Confira mais sobre a área a seguir!

Quais são as matérias de Fisioterapia na graduação

A fim de formar um profissional preparado para as mais diversas situações, a graduação apresenta variadas matérias de Fisioterapia. Entre elas, é possível citar como principais:

  • anatomia do aparelho locomotor;
  • fisiologia do exercício;
  • genética;
  • fisioterapia do idoso;
  • fisioterapia em ortopedia e traumatologia;
  • fisioterapia em dermatofuncional;
  • fisioterapia em UTI;
  • fundamentos socioantropológicos da saúde;
  • órteses e próteses.

Os nomes dessas disciplinas de Fisioterapia podem assustar, por isso vamos explicar um pouco melhor sobre cada uma delas e mostrar a importância desse conjunto de conhecimentos para o fisioterapeuta.

1. Anatomia do aparelho locomotor

Como toda área da Saúde, aprender sobre o corpo humano também é essencial para o fisioterapeuta. Isso porque o profissional atua diretamente com o corpo dos pacientes, ajudando a desenvolver ou a tratar algo que não está correto. 

Como o profissional trabalha principalmente com a movimentação, o foco dessa disciplina de Fisioterapia é estudar de forma mais profunda o aparelho locomotor do corpo humano. No curso oferecido pela Unopar, o aluno consegue entender como cada unidade do corpo participa dos movimentos realizados pelo paciente. 

2. Fisiologia do exercício

Entre as matérias de Fisioterapia, essa é uma das mais conhecidas e esperadas por aqueles que têm interesse no cuidado de atletas. Isso porque é nessa disciplina que o estudante aprende o funcionamento do corpo humano ao realizar algum tipo de exercício físico. 

Assim, o aluno aprende como o organismo responde aos estímulos da prática física, buscando desenvolver o condicionamento físico, tratar lesões e promover o aperfeiçoamento. O profissional de fisioterapia esportiva, que cuida de atletas, usa os fundamentos dessa disciplina diariamente.

3. Genética

Outra matéria que não pode faltar na área de Saúde. É a partir do estudo da genética que é possível entender as razões e as causas para muitos problemas, sejam eles relacionados diretamente com a fisioterapia ou não. 

Como o corpo humano é uma “máquina” complexa, várias condições de saúde advindas de predisposição genética podem afetar a movimentação e a locomoção do indivíduo. Ou seja, mesmo que a ligação seja distante, é importante que o fisioterapeuta entenda melhor as possíveis causas genéticas de um problema motor.

4. Fisioterapia do idoso

Como o nome sugere, nesta disciplina, aluno aprende melhor sobre a Fisioterapia voltada para idosos. Nesse caso, o trabalho do profissional pode ter diferentes aplicações, como desenvolver a movimentação de um determinado membro depois de algum acidente doméstico, até ajudar na melhora da locomoção visando o bem-estar do indivíduo. 

É de se imaginar que essa seja uma das matérias de fisioterapia mais aplicadas no dia a dia, já que a área de atendimento aos idosos é uma das mais conhecidas e procuradas. Por esse motivo, também é um tema bastante valorizado no curso de Fisioterapia da Unopar. 

5. Fisioterapia em ortopedia e traumatologia

Com o que é aprendido nessa aula, o profissional pode atuar prevenindo e tratando problemas ósseos que comprometam a movimentação, assim como aqueles que afetam ligamentos e articulações. Além disso, a disciplina também abrange o tratamento em caso de ossos quebrados e de acidentes semelhantes. Por serem duas áreas amplas, algumas faculdades oferecem os temas em matérias separadas. 

Além disso, como esses problemas também são bastante comuns e, geralmente, estão ligados com outros problemas de saúde, é importante que o futuro fisioterapeuta entenda bem as relações entre eles. 

6. Fisioterapia em dermatofuncional

Para os leigos, é uma área pouco conhecida da fisioterapia. Com essa disciplina, o aluno aprende sobre estímulos corporais e tratamentos, o que pode ser aplicado em casos de doenças e de questões estéticas, como gordura localizada, celulite, queimaduras etc.

Além disso, é nessa matéria que o estudante entenderá como o fisioterapeuta pode contribuir em pós-operatórios, quando há retenção de líquidos ou outras consequências de uma medida invasiva. 

7. Fisioterapia em UTIs

Entre as matérias de Fisioterapia, esta é uma também bastante esperada por aqueles alunos que querem trabalhar diretamente com pacientes em hospitais. A partir dessa aula, o futuro fisioterapeuta estará preparado para atender indivíduos com locomoção limitada pelo tratamento intensivo, a fim de auxiliar na manutenção de movimentos e evitar problemas relacionados à falta de movimentação.

Além disso, o aluno também aprenderá sobre as possíveis complicações clínicas em casos graves para saber quais medidas tomar e que tipo de atividades pode realizar em cada caso. 

8. Fundamentos socioantropológicos da saúde

Não é apenas de matérias práticas ou com grande relação com pacientes que vive o curso! Entre o que se estuda em Fisioterapia, é preciso acrescentar matérias teóricas, que visam uma formação mais especializada do profissional no futuro. É o caso desta disciplina, oferecida no curso da Unopar. 

Na aula, o aluno entenderá como fatores sociais e culturais afetam diretamente os fatores de risco, doenças e tratamentos dos pacientes. Isso porque o ambiente, os hábitos e as crenças de cada indivíduo fazem parte do “conjunto” e, por isso, não podem ser ignorados pelos profissionais de Saúde. 

9. Órteses e próteses

Nesta matéria, o aluno entenderá quais as melhores formas de cuidar e de auxiliar um paciente que utiliza uma órtese ou uma prótese, ajudando, inclusive, na adaptação do indivíduo com essa nova realidade. Também é uma área bastante conhecida da Fisioterapia e chama a atenção de muitos estudantes da área. 

A partir do que é aprendido na disciplina, o fisioterapeuta conseguirá participar do tratamento de casos diversificados, que envolvem desde acidentes até condições genéticas. 

Curso de Fisioterapia

Entender um pouco melhor sobre o curso de Fisioterapia despertou a vontade de começar uma faculdade? Como deu para notar, as áreas da Fisioterapia são bastante diversas, e o profissional tem tudo para crescer na carreira. Na hora de escolher uma faculdade, é importante buscar instituições que visem a formação global do aluno, ou seja, que priorizem uma formação completa com matérias práticas e teóricas. 

Hoje em dia existem, inclusive, opções de graduação em Fisioterapia EAD (a distância), mas que não deixam de lado a importância do paciente durante as matérias do curso, como é o caso aqui na Unopar.

Se ficou com vontade de estudar essas matérias de Fisioterapia, entre contato conosco para informar-se melhor sobre a graduação, seus valores e benefícios! 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 31

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content