Farmácia: tudo que você precisa saber sobre o curso

Farmácia

Você é uma daquelas pessoas que se dão muito bem em matérias como Química, Física e Biologia? Se a resposta for sim, saiba que a graduação em Farmácia pode impulsionar seu tão sonhado sucesso profissional.

Isso porque essa é uma das carreiras pertencentes à área da saúde que reúne esses conhecimentos, tão necessários à produção de medicamentos voltados ao tratamento e prevenção de doenças. Isso sem falar na fabricação de produtos utilizados para garantir bem-estar e qualidade de vida.

Por esse motivo, é um mercado altamente aquecido. Segundo reportagem no Guia da Farmácia**, o Brasil figura entre os 6 melhores do mundo, com inúmeras possibilidades de atuação profissional.

Então, se você imagina que o curso de Farmácia é uma graduação com grandes chances de se tornar uma grande paixão em sua vida, não deixe de conferir este guia que preparamos sobre o curso e a profissão. Tenha uma ótima leitura!

Como é o curso de Farmácia?

O curso de Farmácia é oferecido no grau de Bacharelado, nas modalidades presencial e EAD, no semipresencial. Objetivo da graduação é habilitar os futuros profissionais a realizarem as principais atividades relacionadas com os processos produtivos de medicamentos, produtos de higiene pessoal, cosméticos e suplementos alimentares.

Para isso, os estudantes cursam diversas disciplinas voltadas à pesquisa, preparação, registro técnico, gerenciamento de qualidade, distribuição e comercialização desses itens.

Além disso, dentro da área clínica estudaram os comportamentos desses medicamentos e produtos na vida dos usuários, como efeitos positivos e contraindicações. Logo, a Farmácia é uma carreira intimamente ligada à Medicina.

A partir de agora, você vai conhecer em detalhes a duração do curso de Farmácia, as disciplinas estudadas na graduação e qual o preço da faculdade de Farmácia. Dê uma olhada.

Duração do curso

A graduação em Farmácia dura 5 anos, normalmente divididos em 10 semestres (4.150 horas). Em todas as modalidades, a estrutura do curso basicamente funciona assim:

  • atividades acadêmicas (3.130h): frequência em atividades presenciais e a distância, nas quais estão incluídas aulas teóricas, práticas de laboratório, trabalhos e avaliações;
  • estágio curricular obrigatório (830h): é realizado nas áreas de atuação do farmacêutico determinadas pela ementa do curso (Análises clínicas, assistência farmacêutica, Farmácia hospitalar, manipulação alopática e homeopática, por exemplo);
  • atividades complementares (110h): participação em atividades relacionadas com a área, como disciplinas especiais, feiras, congressos, seminários, palestras etc.;
  • Trabalho de Conclusão de Curso (80h): monografia ou projeto experimental realizado como exigência para obtenção do diploma.

Disciplinas

Ao longo dos 10 semestres, você estuda diversas disciplinas, tanto na área de Ciências Biológicas, Química, Física e Matemática quanto na área de Humanas. Afinal, seu trabalho pode ser fortemente ligado à colaboração no tratamento de saúde, o que exige lidar com um grande número de pessoas. 

Então, dê uma olhada nas principais matérias que você encontra na grade curricular das melhores faculdades na área de Farmácia do Brasil:

  • Análise Instrumental Aplicada à Farmácia;
  • Análises Físico-Químicas e Microbiológicas de Alimentos;
  • Análises Laboratoriais Bioquímicas e Hematológicas;
  • Assistência Farmacêutica;
  • Atualidades em Farmácia;
  • Biotecnologia e Produção de Alimentos;
  • Ciências Moleculares e Celulares;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Cardiorrespiratório, Digestório, Endócrino, Renal, Hematológico, Imune, Locomotor, Nervoso e Reprodutor;
  • Citopatologia Oncótica;
  • Cosmetologia;
  • Empreendedorismo;
  • Ética, Política e Sociedade;
  • Farmácia Clínica;
  • Farmácia e Profissão;
  • Farmacognosia;
  • Farmacologia;
  • Farmacologia dos Sistemas;
  • Fisiopatologia e Farmacoterapia das Doenças Infecciosas, Imunes e Virais, do Sistema Hematológico, dos Processos Inflamatórios, dos Sistemas Endócrino, Digestório, Respiratório, Renal e Terapias Inovadoras de Medicamentos;
  • Fitoterapia;
  • Formação Integral em Saúde;
  • Homem, Cultura e Sociedade;
  • Homeopatia;
  • Microbiologia;
  • Psicologia Aplicada à Saúde;
  • Química Geral, Analítica, Farmacêutica e Orgânica Aplicada à Farmácia;
  • Relações Parasitas e Hospedeiros;
  • Saúde Coletiva;
  • Tecnologia Farmacêutica.

Valores

Agora, confira os valores médios da faculdade de Farmácia com base no que é praticado aqui na Unopar, de acordo com a modalidade.

Modalidade presencial

A faculdade presencial costuma ter as mensalidades mais caras, por conta da infraestrutura necessária para receber os alunos diariamente. Por isso, os valores se encontram entre R$ 889* a R$ 969*.

Modalidade semipresencial

Já a faculdade semipresencial tende a ser mais em conta, com melhor custo-benefício, pois os alunos comparecem de uma a três vezes por semana para atividades no campus. Os valores costumam variar entre R$ 399* e R$ 669*.

Quais são as áreas de atuação do profissional?

As áreas de atuação do farmacêutico são inúmeras. Veja, agora, as principais!

Atenção farmacêutica

O objetivo da atenção é realizar assistência ao paciente durante seu tratamento, colaborando com o médico e demais profissionais de saúde para que sejam alcançados que os resultados desejados. Também inclui a participação do farmacêutico em ações que proporcionem saúde, qualidade de vida e prevenção de doenças.

Por isso, essa área tem um caráter educativo, uma vez que os pacientes serão ensinados ao utilizar os medicamentos de maneira racional, a fim de garantir efetividade e segurança durante o tratamento.

Um exemplo é o caso de pacientes analfabetos, que necessitam de dicas especiais para não se atrapalharem no uso das medicações, com o uso de figuras e imagens, por exemplo. Logo, é uma área ligada ao aspecto social. 

Indústria alimentícia

Essa é uma das áreas mais favoráveis ao farmacêutico, já que ele vai ser responsável técnico e assessorar a produção de alimentos e produtos em escala industrial. O Conselho Federal de Farmácia determinou, por meio da Resolução CFF n° 530/10, que os profissionais podem acompanhar a fabricação de produtos alimentícios em inúmeras frentes, como:

  • derivados da cana-de-açúcar;
  • bebidas alcoólicas e não alcoólicas;
  • alimentos de origem animal e vegetal de todos os tipos;
  • alimentos nutricionais;
  • doces;
  • condimentos e temperos;
  • alimentos com propriedades funcionais;
  • suplementos dietéticos;
  • suplementos vitamínicos e minerais;
  • embalagens.

O farmacêutico pode trabalhar nas diversas etapas do processo produtivo, como controle de qualidade, pesquisa, análise de alimentos, marketing e assuntos regulatórios.

Cosmetologia

A cosmetologia é a área que estuda, pesquisa e desenvolve produtos cosméticos. Por isso, não falta espaço para atuação do farmacêutico. Ele pode trabalhar na indústria, laboratórios, farmácias magistrais e na área de consultoria. Entre suas funções, destacamos as seguintes:

  • realizar estudos físico-químicos e biológicos das fórmulas dos produtos;
  • desenvolver fórmulas cosméticas;
  • fazer registros nos órgãos fiscalizadores;
  • manipular matérias-primas e substâncias ativas;
  • promover treinamentos;
  • qualificar fornecedores;
  • realizar controle de qualidade. 

Farmácia Clínica

A Farmácia Clínica é uma das áreas mais populares de atuação do farmacêutico, especialmente porque a legislação exige que haja a presença do profissional em farmácias em geral, ambulatórios, hospitais, clínicas, casas de repouso etc. (Lei nº 5.991/73 e Portaria 4.283/10). 

Seu trabalho é voltado à orientação quanto ao uso correto e distribuição de medicamentos a pacientes, mesmo que ele não atenda o público diretamente. Veja algumas das principais funções do profissional de Farmácia Clínica:

  • ajustar o tratamento mais eficaz para cada paciente, a fim de garantir o máximo efeito clínico dos medicamentos;
  • minimizar o risco de efeitos colaterais por conta do uso de medicamentos;
  • reduzir o tempo de terapias medicamentosas;
  • orientar e incentivar os pacientes quanto ao uso dos medicamentos indicados;
  • zelar pela qualidade de vida do paciente

Gestão

A gestão é uma atividade de liderança que visa à geração de resultados positivos e excelência no trabalho realizado em um estabelecimento farmacêutico ou na própria indústria. Nessa área, o profissional se torna um administrador e tem a função de estabelecer os melhores processos para a execução das rotinas produtivas.

Por isso, o farmacêutico especializado na área de gestão deve compreender tudo aquilo que envolve administração desses negócios, como:

  • legislação;
  • organização e controle;
  • gestão de recursos humanos;
  • atendimento ao público;
  • marketing e vendas;
  • comunicação;
  • gestão de resultados;
  • finanças e contabilidade.

Produção de medicamentos

A produção de medicamentos pode ser realizada em diversos tipos de empresas, como farmácias de manipulação, laboratórios, indústria química, farmacêutica e cosméticas, bem como institutos de pesquisa.

Essa é uma das áreas mais instigantes para o farmacêutico, já que envolve manipulação de fórmulas, controle de insumos, estudos de combinações de substâncias ativas e de matérias-primas, realização de testes, entre outras etapas da confecção de medicamentos. O objetivo é encontrar as melhores fórmulas para maximizar os resultados para cada terapia.

Vigilância Sanitária

A manipulação e comercialização de medicamentos é assunto sério, e envolve diretamente os órgãos de vigilância sanitária. Por esse motivo, é mais uma área que exige a participação do farmacêutico.

Por ser uma área de alto grau de risco sanitário, o farmacêutico tem responsabilidade na concessão de licenças, realização de perícias técnicas e emissão de laudos que garantam a qualidade do produto/serviço oferecido por determinado estabelecimento.

O objetivo é que o conjunto de ações fiscalizatórias elimine riscos ao consumidor, preserve o meio ambiente com a otimização do uso de recursos naturais e garanta que a circulação de bens e serviços farmacêuticos esteja dentro da lei. O ingresso nesse trabalho muitas vezes é por meio de concurso público.

Qual é o perfil do profissional de Farmácia?

Algumas competências são essenciais aos profissionais da área de Farmácia. Separamos, a seguir, algumas delas. Confira!

Facilidade de comunicação em equipes multidisciplinares

Os profissionais da Farmácia naturalmente trabalham em conjunto a inúmeros especialistas da área da saúde ou técnicos. São as chamadas equipes multidisciplinares, em que cada um tem papel essencial para o alcance de um resultado, seja no tratamento de doenças, seja na produção e distribuição de produtos farmacêuticos.

Então, como toda equipe precisa de cooperação mútua, o farmacêutico deve desenvolver habilidades de comunicação, tanto para desenvolver ideias e pontos de vista quanto para informar os colegas sobre as rotinas diárias.

Visão holística da saúde

Já que falamos sobre comunicação, não poderíamos deixar de mencionar a chamada visão holística da saúde. Em poucas palavras, essa expressão significa que todo profissional da área precisa enxergar seus pacientes de uma maneira ampla e global, não considerando apenas os sintomas de uma possível doença, mas, sim, todo o histórico e fatores ambientes da pessoa.

O mesmo vale para a produção de medicamentos, produtos farmacêuticos e a própria indústria alimentícia. Dentro da equipe multidisciplinar, é papel do profissional em Farmácia considerar cada impacto das ações realizadas, tanto do ponto de vista do público quanto do ambiente.

Espírito solidário

Devemos lembrar que lidar com pacientes exige solidariedade. Afinal, são múltiplas histórias de vida que passam todos os dias pelas mãos dos farmacêuticos. Aí, entra o espírito solidário para que você consiga prestar um atendimento humanizado e aproximativo.

Dessa forma, fica muito mais fácil conquistar até os pacientes arredios, pois você mostra a eles que se importa com sua situação e está a postos para ajudá-los. Além disso, a humanização do tratamento é um dos pontos ressaltados pelo próprio Ministério da Saúde.

Dedicação à pesquisa científica

Alto nível técnico e boas doses de inspiração são necessários à pesquisa científica. Trata-se de uma trabalho de profundo estudo, experimentação, análise e criação de hipóteses, seguindo inúmeros protocolos e convenções.

Para muitos farmacêuticos, esse é um dos trabalhos de maior valor, já que descobertas de novos medicamentos, por exemplo, podem mudar o rumo de inúmeras doenças ― vejamos a expectativa pela tão sonhada vacina contra a COVID-19, que mobilizou cientistas e profissionais da saúde do mundo todo.

Formação cultural ampla

As questões farmacêuticas não podem ser isoladas do contexto social e ambiental. Então, é preciso que você alcance uma bagagem cultural ampla, a fim de conseguir dialogar firmemente com seus públicos de atuação.

Um exemplo básico é o domínio de outros idiomas. Além do inglês, que já se tornou obrigatório hoje, caso você trabalhe em algum laboratório internacional, é necessário ter conhecimentos intermediários ou avançados na língua da sede da empresa ― digamos, se a companhia for alemã, é interessante conhecer alemão.

Por outro lado, se você trabalhar na divulgação de algum produto farmacêutico, deve considerar quais são as particularidades de cada público, o que envolve classe social, crenças, costumes etc., os quais podem ser favoráveis ou acabar com sua campanha.

Responsabilidade ética e social

Assim como em outras carreiras, o respeito à ética é indispensável para a realização de um trabalho digno. Por isso, é necessário que você conheça o Código de Ética de Farmácia, esteja com o registro profissional em dia e atue sempre de acordo com a legislação.

Além disso, não é possível se esquecer da responsabilidade social, uma vez que você vai lidar com todo tipo de público e precisa compreender suas dores e dificuldades. Assim, é capaz de orientar cada paciente da maneira mais digna, tendo o máximo de empatia e resiliência com todas as pessoas.

Eficiência na tomada de decisões

As decisões tomadas na atividade farmacêutica podem ter altos impactos na vida das pessoas, individualmente ou na comunidade em geral. Por isso, é preciso ter cautela e clareza em cada passo tomado, a fim de que tais decisões não sejam prejudiciais a nenhuma das partes.

Essa eficiência deve ser embasada no uso de dados estatísticos, envolver uma boa comunicação com as equipes e clareza na divulgação de informações para os públicos-alvo –– não importa se tem como foco a comercialização de um produto ou informações relevantes sobre o uso de certos medicamentos.

Persistência e organização

A atuação em Farmácia envolve persistência e organização, tanto para o desenvolvimento do trabalho científico quanto nas diversas rotinas. Por exemplo, em uma atividade de pesquisa, que envolve inúmeros testes, é preciso ter consciência de que alguns resultados podem levar anos até se chegar ao esperado. Além disso, todos os estudos devem ser devidamente registrados.

Já no atendimento clínico, a persistência aparece quando o profissional precisa lidar com grupos de pacientes que necessitam de maior atenção durante o tratamento, especialmente quando há limitações culturais e educacionais ― não raro, isso favorece a resistência ou mau uso de medicamentos. Ainda, nesse caso, a organização aparece nos registros de prontuários, detalhamento do tratamento e orientação fornecida.

Quais são as atividades desenvolvidas?

Agora, vamos detalhar para você algumas das principais atividades realizadas no dia a dia da profissão do farmacêutico. Dê uma olhada!

Pesquisas e testes

Desde a fase de desenvolvimento até um medicamento ser considerado adequado para os pacientes, ou um produto ser comercializado, ele deve passar por testes rigorosos. Por isso, como vimos, essa é uma das principais atividades do farmacêutico.

Quem quiser se dedicar a essa área pode até mesmo trabalhar em universidades, uma vez que um grande número de medicamentos começa a ser produzido em laboratórios universitários, com o auxílio de professores pesquisadores e alunos.

Por outro lado, empresas farmacêuticas e outras organizações de saúde podem patrocinar estudos de pesquisa, com fins científicos e comerciais.

Preparação de fórmulas

Na esteira da pesquisa científica está a preparação de fórmulas de medicamentos e produtos farmacêuticos, tanto na fase experimental quanto na produtiva. Isso permite a atuação em diversos lugares: hospitais, ambulatórios, farmácias de manipulação, institutos de beleza e assim por diante. 

Exames para diagnóstico

Hoje, os farmacêuticos estão autorizados a fazer exames de análises clínicas e solicitar exames laboratoriais para diagnóstico de doenças. O último caso era um antigo anseio do setor, que foi consentido pelo Conselho Federal de Farmácia, na Resolução 585/2013. Esse trabalho ajuda a complementar a atuação dos médicos, especialmente na detecção de efeitos colaterais de medicamentos.

Distribuição e comercialização de produtos

A logística de distribuição e comercialização de produtos farmacêuticos não é tão simples. É preciso pensar em várias questões, como higiene, temperatura ideal para conservação, formas de acondicionamento, manipulação, entre outros. Então, o profissional também pode se especializar nessa área com o intuito de gerir os processos de distribuição, desde a indústria ao consumidor final.

Qual é a remuneração média do profissional de Farmácia?

O salário de quem se forma em Farmácia varia bastante conforme a especialização, tamanho da empresa, área de atuação e região do país. De acordo com o portal Salário.com, a remuneração média de um farmacêutico varia entre R$ 3.116,35 * e 5.866,29* para profissionais com carteira assinada que se dediquem a uma carga horária de 40 horas semanais. 

Porém, como você pode ver nos exemplos a seguir, esses não são valores fixos. Veja alguns salários por área (média salarial e teto):

  • Comércio varejista: R$ 3.391,14* a R$ 5.145,65*;
  • Atendimento hospitalar: R$ 3.390,82* a R$ 5.124,30*;
  • Comércio atacadista: R$ 3.593,44* a R$ 5.430,51*;
  • Apoio à gestão de saúde: R$ 3.180,19* a R$ 4.806*;
  • Fabricação de medicamentos alopáticos: R$ 5.729,67* a R$ 8.658,85*;
  • Comércio varejista de cosméticos: R$ 3.038,69* a R$ 4.592,17*.

Por que cursar Farmácia na Unopar?

Agora que você já conhece tudo sobre como funciona a graduação em Farmácia, é hora de saber por que escolher a Unopar para ser a sua faculdade. 

Líder em EAD no Brasil, a Unopar oferece o curso de Farmácia na modalidade semipresencial, além da presencial, com uma estrutura totalmente dinâmica e moderna para que você tenha o melhor aproveitamento.

A estrutura do curso EAD é a seguinte:

  • você tem uma sala virtual, que é o “Ambiente Virtual de Aprendizagem” (AVA). Ali, está tudo o que precisa para estudar (materiais didáticos, fórum, atividades, biblioteca virtual, ferramentas de comunicação com os colegas e tutores);
  • no início de cada semestre, você ganha um livro didático digital para cada disciplina;
  • semanalmente, há encontros presenciais no seu polo e teleaulas, nas quais é possível dialogar com o professor;
  • ao longo da semana, você deve comparecer ao AVA para realizar atividades, leituras, avaliações virtuais, participar de fóruns, assistir a webaulas e vídeos, bem como acessar as referências digitais;
  • ao longo do curso, você realiza o estágio obrigatório, conforme as diretrizes da coordenação;
  • o TCC é obrigatório para você se formar;
  • todos os professores são especialistas e têm ampla experiência no mercado farmacêutico.

Ao fazer a faculdade de Farmácia na Unopar, você se sente tão presente, que nem parece um curso EAD. Isso porque queremos estar o mais próximo possível e ver nosso aluno crescer em sua carreira desde os primeiros passos! Afinal, nossa credibilidade também é resultado de acompanhar os estudantes de perto.

Mas não para por aí: você pode entrar na Unopar usando a nota do Enem como forma de ingresso e fazer o vestibular online.

Ainda, como tentamos fazer o que estiver ao nosso alcance para garantir que você consiga estudar, é possível estudar com uma bolsa e conquistar o emprego dos sonhos com ajuda exclusiva do Canal Conecta!

Agora é com você! 

A Farmácia é uma carreira que oferece um mercado promissor e remunerações atrativas na área da saúde. Agora que você conhece mais sobre o curso e a profissão, não deixe de investir nos estudos para conquistar uma vaga na graduação.

Sendo assim, chega de deixar o tempo passar. Trilhe seu sucesso profissional desde já! Inscreva-se no vestibular de Farmácia da Unopar agora mesmo. Estamos esperando você!

*Sujeito a alteração

**Guia da Farmácia

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content