Conheça as principais tendências de tecnologia na educação

conhecaasprincipaistendenciasdetecnologianaeducacao

Estamos vivendo uma revolução nos métodos de ensino. Segundo uma pesquisa feita pela Metaari e divulgada no portal Education Technology, somente em 2018, as empresas investiram U$16,3 bilhões em tecnologias de aprendizagem. Isso mostra o quanto os recursos tecnológicos educacionais estão sendo cada vez mais utilizados.

A tecnologia na educação refere-se a práticas que facilitam o aprendizado do aluno, melhorando seu desempenho em relação às competências que precisam ser desenvolvidas. Para isso, já existem diversos recursos didáticos no mercado com o foco de melhorar esse ensino.

Neste post, vamos ajudar você a entender a importância da tecnologia na educação para seus estudos, além de informar como tudo isso funciona, na prática. Assim, você saberá como as faculdades têm utilizado esses recursos, tanto presencial quanto EAD. Não deixe de conferir!

Quais são os impactos da tecnologia no ambiente de aprendizado?

Os processos educacionais têm passado por uma transformação nos últimos anos. Antigamente, os professores faziam planejamento de aula baseando-se em livros e escritas num quadro a giz. Hoje, vemos aulas por videoconferência, laboratórios de última geração e até mesmo jogos digitais como ferramentas de apoio nos processos de aprendizagem.

Apesar de essas ferramentas tecnológicas também serem utilizadas em salas de aula presenciais, o fato é que a maior parte delas são projetadas já pensando em ambientes EAD, seja agora, seja num futuro próximo. Por esse motivo, a tecnologia é uma importante aliada na educação em todos os sentidos.

As vantagens do uso da tecnologia na educação

As inovações tecnológicas representam hoje um recurso valioso como fonte metodológica de ensino. Logo, o aluno é o principal beneficiário dessa modernização, uma vez que a tecnologia torna o acesso ao aprendizado mais fácil e oportuno, como:

  • oferta de recursos didáticos pelo celular, como imagens, documentários e vídeos;
  • maior compreensão da aula, com otimização da leitura e ensino dinâmico;
  • mais flexibilidade no trabalho, conciliando os estudos com as aulas.

Quais as tendências de tecnologia na educação?

Com o crescente uso da tecnologia, muitas faculdades começaram a apostar em novas ferramentas e metodologias. Aqui na Unopar, por exemplo, nosso sistema de ensino já trabalha com recursos pedagógicos inovadores para proporcionar um ensino interativo.

Para você entender melhor, separamos as 4 principais tendências de tecnologia na educação e como as faculdades vêm as utilizando na prática. Confira!

1. Gamificação

A gamificação é um método que usa elementos dos jogos para atingir um objetivo. Na educação, ela ajuda o aluno a manter o interesse nos estudos, tornando o aprendizado mais leve, prático e divertido.

As ferramentas educacionais podem usar a gamificação de diversas formas. Missões com desafios, uso de avatares e rankings com pontuações, como as estrelas muito utilizadas em games tradicionais, são alguns exemplos.

2. Realidade virtual

Outra tecnologia na educação que tem caído na graça dos estudantes é a realidade virtual. Como ela facilita a interação do usuário com um ambiente virtual, proporcionando uma experiência única, consegue transformar um ensino maçante em uma aprendizagem diferenciada.

Por meio de equipamentos em 3D, como óculos e fones de ouvido, essa interação tornou-se mais acessível. Veja outros exemplos de como a realidade virtual tem sido utilizada na educação:

  • viagens a campos virtuais, com o Google Expedition;
  • construção de protótipos virtuais, como maquetes em 3D;
  • treino de habilidades práticas.

3. Realidade aumentada

Enquanto a realidade virtual proporciona a imersão em um mundo que ainda não existe, a realidade aumentada trabalha o contexto presente. Sendo assim, ela é utilizada para facilitar a compreensão da matéria ao aproximar o aluno do ensino.

Já pensou em explorar com detalhes o corpo humano durante uma aula de anatomia? Isso pode ser feito apor meio do seu próprio smartphone. Com um aplicativo de realidade aumentada, por exemplo, você pode visualizar imagens em 3D e 360º como se estivesse a poucos centímetros de distância do objeto.

4. Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA) é uma tecnologia que simula a capacidade cognitiva do ser humano. Ela pode permitir, por exemplo, raciocinar, resolver problemas complexos e até mesmo tomar decisões. Se essa informação assustou você, tenha calma. O objetivo da IA não é substituir a interação humana, mas usá-la como apoio pedagógico, viu?

Por exemplo, ela já tem sido utilizada para fornecer feedbacks em trilhas de aprendizagem, prestar suporte acadêmico com chatbots e analisar o desempenho do aluno, ajudando o professor a personalizar o ensino. Ou seja, pode ser o apoio de que você precisa para cursar uma graduação totalmente diferenciada e que atenda às suas necessidades, o que acha?

No entanto, apesar de essenciais, somente o uso dessas novas tecnologias na educação não são suficientes para você aprender. Por isso, elas são utilizadas junto de outros recursos, como o ensino híbrido, que combina o ensino online com o presencial. Além disso, os processos educacionais estão cada vez mais personalizados e colaborativos, respeitando o ritmo de cada um e oferecendo atendimento mais inclusivo.

Quais são as principais práticas tecnológicas atualmente?

Como a tecnologia está cada vez mais acessível e parte do nosso cotidiano, por consequência, ela também trouxe novas práticas ao ambiente de ensino. É o caso do BYOD que, em inglês, significa “bring your own device” ou traga seu próprio dispositivo. Na prática, as instituições estimulam o aluno a trazer seu próprio smartphone para usá-lo como ferramenta de apoio.

Outra prática também aplicada é o incentivo ao uso do mobile na realização das tarefas. Por meio de aplicativos, como agendas e portais acadêmicos, o professor envia comunicados e disponibiliza o material para ser consumido no ambiente virtual, como PDFs e Webinários. Dessa maneira, pode ser usado tanto como presencial, EAD e até na aula semipresencial.

Sabemos da importância do uso da tecnologia na educação. Além da necessidade de um aprendizado mais interativo, esses recursos fazem parte do seu estilo de vida, concorda? Por isso, acreditamos que esse movimento tecnológico é um momento inspirador para trazer novas possibilidades que reduzem limitações no ensino — com o EAD, por exemplo.

Ao usar a tecnologia, as faculdades precisam se adequar a elas, sem deixar de cumprir as exigências do MEC. Então, aproveite também para descobrir como funcionam as avaliações em EAD!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.