8 técnicas de memorização para aplicar na sua rotina

mulher escrevendo na parede técnicas de memorização

Seja para passar no vestibular, Enem ou concursos públicos, dificilmente um aluno consegue memorizar todo o conteúdo. Lá na frente, isso pode impactar o seu desempenho nas provas. O grande volume de disciplinas e matérias é um fator que dificulta esse aprendizado. No entanto, com algumas técnicas de memorização, é possível melhorar essa habilidade e se sair muito bem tanto na faculdade quanto na vida profissional.

A aprendizagem humana conta com 3 fases: aquisição, retenção e aplicação do conhecimento. O ideal é que as dicas de memorização sejam aplicadas desde a primeira parte, que é quando o aluno conhece uma nova disciplina. Para que isso funcione, é importante fazer uma anotação rica.

Tem interesse e quer saber como melhorar a memória por meio de técnicas de memorização? Então, não perca o nosso post.

Mapas mentais

Às vezes, ter motivação para estudar é um pouco difícil, não é mesmo? Mas é possível aprender e fixar o conteúdo com métodos simples, entre eles o mapa mental. Com a grande quantidade de disciplinas para serem vistas, nossa mente precisa saber organizá-las de maneira eficaz e lógica.

Os mapas mentais costumam ser mais usados para aumentar o pensamento criativo, mas também são importantes para aprender novas informações. Os diagramas representam conceitos e ideias relacionados com uma palavra-chave.

Eles auxiliam na visualização e classificação das informações e, assim, facilitam a escrita, a tomada de decisão e o entendimento. Também é uma das técnicas de memorização no trabalho, pois você pode utilizá-la para entender melhor o serviço ou o produto que a empresa oferece, por exemplo.

Para criar um mapa mental, coloque a ideia que você quer lembrar no centro do papel, de preferência expressa em 2 palavras. Após isso, ligue-a a subtópicos com linhas simples. Quanto mais longe do assunto principal você estiver, mais detalhes são recebidos.

Flashcards

Muitos alunos usam essa técnica por ser muito funcional e, ao mesmo tempo, simples. Flashcards são pequenos cartões que contêm uma pergunta na frente e uma resposta no verso. A partir disso, basta pegar um deles e tentar adivinhar o que está escrito atrás.

O método pode ser usado em qualquer disciplina, mas é mais comum para o estudo de fórmulas e idiomas. No ramo dos concursos, é válido no aprendizado em Contabilidade, Economia e Matemática, que apresentam conceitos difíceis de serem memorizados.

Acrônimos

Já ouviu falar em acrônimos? Essa é uma das principais técnicas de memorização: além de divertida, é bastante eficiente, já que permite brincar com os termos e as siglas associativas. O objetivo é ajudar a memória com sílabas-chave que sejam um gatilho para um conteúdo completo.

Vamos imaginar que você está estudando Biologia e precisa lembrar a classificação básica dos seres vivos: reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécie. Um exemplo de acrônimo, nesse caso, seria a palavra “REFICOFAGE”.

Tenha em mente que estamos falando de memorização e não de decoração. Nessa situação, é possível decorar somente essa classificação e usar a técnica como amparo.

Autoexplicação

A técnica de autoexplicação consiste em dar aula para si mesmo, ou imaginar que está diante de um grupo de colegas. Assim, vá para frente de um espelho e explique tudo aquilo que acabou de estudar, detalhando cada ponto, como se estivesse explicando a matéria para outra pessoa.

Nesse método, não se preocupe em reproduzir o que estava no livro de modo idêntico. Tente fazer isso com as suas próprias palavras. A prática pode ajudar você a perceber se está mesmo entendendo a disciplina, direcionando melhor os estudos.

Caso tenha que apresentar algum conteúdo no seu trabalho, use a técnica e ensaie a apresentação para si mesmo.

Resumos

O resumo é responsável pelo entendimento objetivo e prático de um conteúdo longo. Como não é fácil guardar as informações, ele serve para selecionar as mais importantes. Entretanto, assim como na autoexplicação, o recomendado é que seja feito com as suas próprias palavras, sem copiar o material de estudo.

Além disso, também são fontes de estudo sempre que você revisa o tema ou tiver alguma dúvida sobre um determinado tópico. Para fazer um bom resumo, organize e esquematize tudo para facilitar as suas buscas. O esquema auxilia a criar um roteiro direcionado e não deixa você esquecer particularidades do tema.

Associações

Fazer associações pode funcionar bem para decorar uma informação com muitos detalhes. Traçando conexões entre palavras e ideias, os dados começam a vir de maneira espontânea na cabeça.

O método consiste em vincular a resposta de uma pergunta a algo que você conhece. O mais importante é que faça sentido. Logo, quando tiver que responder, tente lembrar essa associação e desenvolva a ideia a partir dela. Um exemplo muito simples: você precisa lembrar o nome Ângela, uma colega de trabalho.

Para isso, associe essa resposta sempre a anjos. Também é possível colocar essa associação em seu resumo e a cada leitura, reforçar o vínculo.

Fichamentos

Para assuntos muito extensos, uma boa opção é definir palavras-chave antes dos resumos. Esse processo é conhecido como fichamento. Assim, depois de ler e entender o conteúdo, separe cerca de 4 termos que façam você lembrar a maior parte do assunto.

Por exemplo, sobre o processo de licitação: livre mercado, combinação, melhor técnica e menor preço são palavras que ajudam a lembrar sobre todo o conceito do processo licitatório.

Repetição

A repetição, tanto falada quanto escrita, ajuda o cérebro a armazenar a informação facilmente. Logo, quando a pessoa repete várias vezes o conteúdo que está estudando ou o que será dito durante uma apresentação no trabalho, as conexões cerebrais se tornam mais fortes.

O método de repetição é eficiente para o estudo de muitos tipos de conteúdo. Além disso, repetir ajuda na gravação de datas de eventos e de conceitos.

Agora que você já conhece as principais técnicas de memorização, chegou a hora de escolher uma faculdade de qualidade. Aqui na Unopar, você estará preparado para exercer a carreira no mercado de trabalho, além de aprender a como desenvolver boas técnicas de estudo no ensino superior. Além disso, não deixe de conhecer algumas opções de gerenciador de tarefas para organizar a sua rotina.

Gostou deste post e quer complementar a sua leitura? Então, veja como vencer os desafios de estudar em casa!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 12

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.