Quero fazer faculdade, mas não tenho dinheiro! E agora?

Muitas pessoas sonham em se formar, mas acabam desistindo por acreditar que as condições financeiras serão um grande impeditivo. Desse modo, a queixa “quero fazer faculdade, mas não tenho dinheiro” pode até se tornar uma forte crença limitante.

Contudo, hoje em dia, o ingresso em uma faculdade de qualidade não se restringe às classes sociais com maior poder aquisitivo. A fim de ampliar o acesso ao nível superior e viabilizar a oportunidade a todos, as faculdades e o Governo oferecem algumas alternativas para auxiliar na conquista desse objetivo. Inclusive você, futuro estudante, pode adotar algumas boas práticas que ajudam nessa jornada.

Confira, neste artigo, as possibilidades que você tem para fazer uma faculdade, mesmo com menos dinheiro em caixa!

“Não tenho dinheiro para pagar a faculdade!”: se identificou?

Se esse pensamento passa pela sua cabeça, saiba que é algo frequente na realidade de muitos brasileiros. Nem sempre é fácil pagar as mensalidades, o lanche no intervalo, o transporte até a faculdade, os materiais de estudo e outras despesas ao longo do curso.

No entanto, por mais que pareça difícil, é possível fazer uma faculdade caber dentro do seu orçamento e voltar a estudar sem que você se perca em dívidas. Além disso, é importante considerar que uma graduação é um investimento a longo prazo: traz bons retornos no futuro, compensando o esforço e a dedicação de hoje.

Por isso, nada de achar que uma faculdade não é para você. Mesmo sem muito dinheiro, você não precisa (nem deve) desistir dos seus sonhos. Por isso, veja o que pode ser feito para pagar um curso de graduação!

Como fazer faculdade sem dinheiro?

Existem várias alternativas, como se inscrever em programas de financiamento ou obter uma bolsa de estudos. Você também tem a possibilidade de fazer um empréstimo estudantil ou optar por modalidades de ensino com melhor custo-benefício, como a graduação a distância ou semipresencial.

A seguir, vamos explicar as melhores formas de fazer uma faculdade sem pesar no seu bolso. Veja!

1. Construa um planejamento financeiro

Um dos passos mais importantes é fazer um planejamento financeiro para manter todas as contas em dia. Para não passar por apertos, veja alguns fatores importantes ao elaborar um planejamento:

  • anote todas as suas despesas mensais e saiba exatamente quanto dinheiro você ganha;
  • procure economizar sempre, priorizando os gastos importantes e eliminando os desnecessários;
  • planeje as parcelas do curso, que deverão entrar no seu orçamento para evitar dívidas;
  • não esqueça de considerar os tributos a serem pagos ao longo do ano como o Imposto de Renda e IPTU, por exemplo;
  • considere despesas extras com a faculdade, como transporte, materiais didáticos e alimentação;
  • evite fazer novas dívidas e considere gastos com possíveis imprevistos, como um reparo emergencial ou uma doença.

Assim, você consegue manter sua situação financeira estável e aproveitar a faculdade com tranquilidade.

2. Inscreva-se em programas de financiamentos e bolsas

Esses benefícios ajudaram muito na democratização do ensino superior. Com a sua nota do Enem, é possível entrar na Unopar sem a necessidade de fazer o vestibular. Veja algumas opções de financiamento estudantil e oferta de bolsas de estudos para fazer faculdade mesmo sem dinheiro e utilizando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio!

ProUni

O ProUni (Programa Universidade para Todos) é uma iniciativa do Ministério da Educação que oferece bolsas de estudos em faculdades particulares. O incentivo pode ser parcial (bolsas de 50%) ou integral (ou seja, você estuda sem pagar nada).

Para concorrer às bolsas, alguns dos requisitos são:

  • atingir a nota mínima de 450 pontos no Enem, sem zerar a redação;
  • ter renda familiar mensal por pessoa de, no máximo, um salário mínimo e meio (para bolsas integrais);
  • ter renda familiar mensal por pessoa de até três salários mínimos (para bolsas parciais);
  • ter estudado todo o ensino médio em escola pública ou ter sido bolsista integral em escola de rede particular.

Fies

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) também é um programa do governo que visa auxiliar aqueles que querem fazer faculdade mas não têm condições. Sua maior vantagem é a taxa de juros, que é menor que a de instituições privadas, além de ter um prazo maior para pagar o financiamento.

Também é possível financiar a graduação até 100%, inscrevendo-se em qualquer época do ano. Além da mesma exigência do ProUni quanto ao Enem, a renda familiar não pode ser maior que três salários mínimos por pessoa.

3. Considere a possibilidade de um empréstimo

Além dos programas do governo, existe a possibilidade de fazer um empréstimo ou financiamento privado. Instituições financeiras ou bancos oferecem opções destinadas a estudantes que querem fazer faculdade mas não têm condições de bancar.

O lado bom é que o empréstimo estudantil tem melhores condições do que um empréstimo tradicional, como as taxas de juros, que são menores. Além disso, tem a vantagem de não haver certas exigências, a exemplo daquelas que vimos nos programas federais. De modo geral, o principal requisito é ter conta corrente no banco.

Uma boa dica também é verificar se a própria faculdade oferece bolsas de estudos, descontos ou convênios com empresas e instituições, além de opções de financiamento interno ou outras facilidades — como descontos ou parcelamento do curso.

4. Opte por um curso EAD ou semipresencial

Para fazer faculdade sem ter dinheiro, você também pode optar por modalidades de ensino a distância ou semipresencial. Uma faculdade EAD costuma ser bem mais acessível que as presenciais.

Além disso, você economiza com outros gastos. Quem mora longe da instituição, por exemplo, não tem o problema de gastar com deslocamento. E como as disciplinas são online, você não precisa de cópias e mais cópias de livros e outros materiais. Os conteúdos são todos disponibilizados virtualmente, e tudo pode ser estudado pela internet.

Além de todas essas vantagens, o diploma EAD conta com a mesma validade e reconhecimento que o diploma de um curso presencial. Ou seja, com um curso a distância, você tem o melhor custo-benefício, sem perder a qualidade de ensino.

5. Busque formas de ganhar um dinheiro extra

Se você quer fazer faculdade mas tem pouco dinheiro, que tal tirar uma renda extra? Existem várias opções, como passear com os pets de pessoas que não têm tempo para dar tanta atenção ao animal, vender doces e salgados, fazer um brechó com roupas que você não usa mais, revender produtos e até dar aulas particulares. Basta usar seus talentos e transformá-los em oportunidade.

Outra boa ideia é aproveitar seu próprio curso para fazer um estágio remunerado. Além de ter uma jornada de trabalho reduzida, as vantagens são diversas: você garante uma renda, consegue conciliar trabalho e estudos e, ainda, aplica os conhecimentos aprendidos na faculdade ganhando experiência profissional.

Como você viu, existem muitas opções para fazer um curso de graduação mesmo quando o dinheiro parece não ser suficiente. Uma faculdade é um sonho que pode, sim, ser realizado. Afinal, o primeiro passo é ter como foco “quero fazer faculdade”, lembrando que a parte do “mas não tenho dinheiro” é algo que pode ser solucionado!

E você já pensou que existe um lugar que ofereça todas essas oportunidades —incluindo qualidade de ensino, ótimo custo-benefício e auxílios financeiros? Então, continue acompanhando os conteúdos do blog da Unopar e descubra tudo isso e muito mais!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.