Engenharia farmacêutica: o que é e como atuar na área?

engenharia farmacêutica

É comum que as pessoas pensem que, com o diploma no Bacharelado em Farmácia, terão poucas possibilidades de atuação no mercado. Muitas vezes, a visão sobre a área fica limitada ao modelo convencional do varejo e do atendimento de balcão. 

Mas esse entendimento genérico deixa coisas importantes de lado. Na verdade, o setor apresenta grande variedade de atividades, com inúmeras oportunidades profissionais. Para acessar com sucesso algumas delas, é fundamental o investimento em uma boa especialização.

Um dos ramos mais promissores da atualidade é a Engenharia Farmacêutica, que cuida da gestão e do aprimoramento das indústrias de Farmácia. Se você não sabe do que se trata, fique tranquilo, este post vai ajudar. Leia até o fim e descubra tudo sobre essa carreira! 

Quais são as principais ocupações de um engenheiro farmacêutico?

Engenharia Farmacêutica, como o nome diz, é uma área dedicada a organizar os processos das indústrias ligadas à Farmácia. Por isso, as ocupações do profissional desse segmento abrangem toda a produção de medicamentos e seus insumos.

No cenário de hoje, a produção de vacinas está em destaque no mundo inteiro. Essa situação torna evidente a importância do setor contar com uma indústria eficiente, capaz de atender às demandas de saúde da população.

O engenheiro farmacêutico vai atuar para trazer maior qualidade e segurança aos processos produtivos da Farmácia. Com os conhecimentos adquiridos na sua jornada, deverá auxiliar a implementar concepções mais modernas nos laboratórios e nas fábricas.

Tenha em mente também que as capacidades adquiridas em uma boa faculdade podem ser aplicadas de diversas maneiras. Alguns exemplos práticos de ocupações para os profissionais da área são:

  • Biossegurança;
  • Logística;
  • Gestão Estratégica;
  • Fabricação de Medicamentos;
  • Planejamento Industrial.

Qual é o objetivo dessa profissão?

Como você já sabe, o engenheiro farmacêutico auxilia as atividades produtivas da Farmácia a se desenvolverem e modernizarem. Sua participação é decisiva para propiciar à indústria farmacêutica e farmoquímica um nível maior de eficiência e confiabilidade.

O objetivo da profissão pode ser resumido como o aprimoramento dos processos de produção e administração em várias indústrias, especialmente a farmacêutica e a farmoquímica. Ele também pode participar da fabricação de produtos veterinários, fitoterápicos ou biotecnológicos.

Em todos os casos, a pessoa que deseja trabalhar em Farmácia deve estar atenta para organizar o fluxo da produção e identificar chances de melhoria. Ela deve perceber com clareza como um ambiente se estrutura e que tipo de fraquezas existem em cada contexto.

Um aspecto importante do segmento da Engenharia Farmacêutica é articular pontes entre os diferentes profissionais envolvidos na produção de medicamentos. Por isso, essa área interdisciplinar é crucial para fortalecer a dinâmica comunicativa e gerencial das empresas. 

Como se dá a rotina desse profissional?

Trabalhar com Engenharia Farmacêutica significa cuidar da gestão e organização dos fatores de produção no setor. O profissional deve conduzir e aperfeiçoar projetos específicos. Seu foco estará tanto nos processos quanto nas pessoas envolvidas.

Quem se forma na área deve equilibrar uma visão geral da cadeia produtiva de medicamentos e o acompanhamento das equipes, de perto. Com a mediação diária dessas duas esferas, toda a produção industrial ganha em termos de eficiência e qualidade.

Algumas das atribuições específicas no dia a dia do engenheiro farmacêutico são:

  • ajudar a modernizar processos de produção farmacêutica;
  • aperfeiçoar processos e otimizar a produtividade;
  • auxiliar na implementação de sistemas automatizados e computacionais;
  • garantir as diretrizes das BPF (Boas Práticas de Fabricação), que regulamentam a produção de medicamentos;
  • buscar a certificação da empresa em relação aos parâmetros acima;
  • incentivar a qualificação da equipe;
  • aprimorar as ferramentas utilizadas na gestão industrial;
  • participar da elaboração e execução dos projetos da fábrica;
  • analisar a operacionalidade das atividades;
  • avaliar necessidade de mudanças ou inovações.

Como essa profissão é vista no mercado de trabalho?

A profissão é vista de maneira excelente no mercado de trabalho. No mundo inteiro, os parques industriais mais sofisticados demandam profissionais à altura. Por isso, as empresas precisam da participação do engenheiro farmacêutico, que ajuda a aprimorar e preservar a qualidade de seus processos.

No cenário atual, quando todos os países dependem da valorização das ciências médicas, a área se torna ainda mais destacada. É fundamental que o setor esteja preparado para lidar com os desafios colocados no presente.

Confira se há oportunidades de emprego no ramo

Uma vez que todas as empresas dependem da manutenção de processos industriais eficientes, não faltam vagas de Engenharia Farmacêutica no mercado. O profissional que se especializar na área não vai ter dificuldades para encontrar uma oportunidade de atuação interessante.

O estudante da Unopar conta com recursos especiais que o ajudam a obter sucesso no mercado. A ferramenta exclusiva do Canal Conecta permite encontrar possibilidades valiosas para a busca do emprego dos sonhos.

Descubra a média salarial

A média salarial é um dado muito importante para quem está buscando melhores oportunidades no mercado de trabalho. Na hora de escolher seu curso superior, vale a pena consultar diferentes ramos e compará-los.

Felizmente, a Engenharia Farmacêutica apresenta um excelente retorno. Basta realizar uma consulta simples para descobrir que a remuneração da profissão fica em torno de R$ 7.387,33*, bem maior do que a média salarial do Brasil. Esse aspecto reflete, é claro, a importância do setor na atualidade.

De maneira geral, as profissões dos engenheiros apresentam salários elevados. Para escolher o seu caminho, vale aprofundar um pouco a pesquisa e descobrir qual Engenharia ganha mais.

Qual é o caminho para acessar a profissão de engenheiro farmacêutico?

O especialista em Engenharia Farmacêutica pode vir de diversas áreas do conhecimento relacionadas à produção de medicamentos. As principais são Farmácia, Química, Engenharia, Medicina Veterinária, Biologia e Administração.

Não se esqueça da importância de escolher da faculdade, na hora de iniciar seus estudos. Somente com uma boa graduação, o profissional adquire a base necessária para desenvolver sua carreira e ter sucesso.

Além da grade curricular de primeira, a Unopar oferece uma relação de custo-benefício favorável para o aluno. Confira os nossos Bacharelados nas áreas mencionadas acima.

Invista nesta ideia!

E aí, gostou de conhecer a área? Agora que você sabe o que é Engenharia Farmacêutica e qual é o melhor caminho a se trilhar, faça o vestibular da Unopar! Vamos planejar juntos uma carreira de sucesso para você!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mudança de carreira: o guia prático para dar os primeiros passos

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.