Entenda o que é a Fisioterapia Dermatofuncional na prática

mulher fazendo fisioterapia dermatofuncional

A Fisioterapia não é uma área restrita como se imagina. Quando se forma nessa esfera da área de Ciências Médicas, o aluno tem diversas opções de inserção no mercado de trabalho, e a Fisioterapia Dermatofuncional é uma delas.

Por sinal, como mostraremos ao longo deste artigo, também é uma das opções mais vantajosas, embora muitos candidatos que procuram cursos da área de saúde ainda não saibam disso.

Então, continue a leitura e saiba o que é Fisioterapia Dermatofuncional, quais são as vantagens dessa profissão e qual deve ser a formação do estudante! Ao final do artigo você saberá:

  • O que é a Fisioterapia Dermatofuncional?
  • O que é de responsabilidade desse profissional?
  • Quais são as vantagens de atuar nessa área?
  • É necessário ter uma especialização?

Vamos lá?

O que é a Fisioterapia Dermatofuncional?

A Fisioterapia Dermatofuncional está ligada ao estudo de técnicas para lidar com a prevenção e a recuperação de danos no chamado sistema tegumentar, ou seja, a pele. Trata-se de uma prática um pouco diferente da profissão, mas que faz parte do escopo de estudos do curso de Fisioterapia convencional.

Então, estamos falando de uma disciplina que engloba, principalmente, a estética — não à toa, o segmento já foi denominado Fisioterapia Estética.

Ela está entre as áreas da Fisioterapia por um motivo: é essa a área do saber que estuda as disfunções cinéticas, isto é, do movimento. Além do mais, a Fisioterapia relaciona-se ao tratamento de problemas funcionais em órgãos e sistemas — e é exatamente isso que a pele é: um órgão e, ao mesmo tempo, um sistema.

Então, a Fisioterapia Dermatofuncional envolve soluções para todo tipo de prevenção e solução estética: gordura localizada, obesidade, flacidez da pele, cicatrizes, estrias, fibroedemas e outros.

O que é de responsabilidade desse profissional?

As soluções estéticas devem ser, antes de tudo, submetidas ao rigor dos procedimentos da área de saúde. Assim, é possível garantir que terapias e tratamentos diversos não causarão danos aos pacientes.

O fisioterapeuta dermatofuncional é um profissional da saúde, e seus estudos garantem tudo que essa especialidade demanda. Assim, ele pode recomendar, por exemplo, tratamentos de pele que sejam integrados a outras áreas da Medicina, utilizando o conhecimento científico a favor da aplicação segura das suas terapias.

Muitas das soluções que você vai aplicar, se decidir seguir esse curso, serão advindas de técnicas desenvolvidas pelos fisioterapeutas. Estamos falando de procedimentos consagrados para lidar com a complexa teia de músculos e ossos do corpo humano: técnicas fototerapêuticas, além de intervenções técnicas, elétricas ou mecânicas.

Vale a pena, também, ressaltar que o fisioterapeuta dermatofuncional tem área de atuação diferente da de um dermatologista. Por exemplo, ele não pode receitar medicamentos nem fazer o acompanhamento das doses ministradas.

Quais são as vantagens de atuar nessa área?

Como você deve ter percebido, a Fisioterapia Dermatofuncional é uma vertente dentro do campo tradicional da Fisioterapia. Nesse sentido, ela está em pé de igualdade com qualquer outra profissão derivada daquela área, como acontece com a Fisioterapia Esportiva ou tantas outras.

Tais especializações, embora se afastem mais ou menos do escopo de trabalho do fisioterapeuta, têm algumas vantagens profissionais. A seguir, separamos algumas delas, também acompanhadas de alguns dados de mercado relevantes.

Mais possibilidades de atuação no mercado

Os profissionais da área de Fisioterapia podem se especializar e se tornarem aptos para preencher as vagas na área da Fisioterapia Dermatofuncional. Isso amplia o leque de opções de trabalho e confere prestígio e confiabilidade à atuação do novo dermatoterapeuta, por ele ter sólida formação anterior em uma área de saúde.

Maior capacitação para operar lasers

Diversas são as aplicações dos lasers, tanto para reparações estéticas quanto para a cura de doenças na área de saúde. E operar o laser — tarefa que demanda capacitação, cuidado e conhecimento de técnicas cirúrgicas — faz parte do trabalho na área.

Apenas para citar algumas das inúmeras demandas de aplicação da luz em procedimentos, temos a remoção de cicatrizes, manchas e tatuagens, recuperação da pele e alívio da dor da amamentação em algumas mães de recém-nascidos.

Mais chances de trabalhar em uma área muito requisitada

Um censo realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e divulgado pela Revista Veja em 2017 demonstra enorme potencial de crescimento das intervenções estéticas não cirúrgicas.

Segundo esses dados, em apenas dois anos, os procedimentos dessa natureza cresceram 390%. As razões são várias, como o fato de essas cirurgias serem oferecidas a preços mais acessíveis e o aumento da confiança da população brasileira nos profissionais estetas em geral.

O trabalho de cirurgiões plásticos, dermatologistas e outras profissões ligadas à estética passa a ser valorizado em um cenário como esse. E, mesmo que você considere os dados um pouco antigos, não é exagero afirmar que se trata de uma tendência que se desenrola nos dias atuais e, certamente, nos próximos anos.

Em 2019, uma nova pesquisa, dessa vez tornada pública pelo Jornal O Tempo, demonstrou que mais da metade dos brasileiros está insatisfeita com o próprio corpo. Segundo o mesmo levantamento, 86% dos médicos esperavam um aumento da demanda por intervenções estéticas cirúrgicas e não cirúrgicas no futuro.

Nada mal saber disso quando você está prestes a começar os estudos na área da Fisioterapia Dermatofuncional, não é mesmo?

É necessário ter uma especialização?

Como você deve ter intuído pela leitura deste artigo, a Dermatoterapia Funcional pertence sim ao campo das especializações da Fisioterapia tradicional. Ou seja, se você gostaria de seguir um caminho nessa profissão, é recomendável que comece se formando em Fisioterapia e, então, faça um curso específico para a área.

Seja rigoroso ao escolher a instituição em que vai estudar, e lembre-se de que existem opções online e semipresenciais desses cursos. Para quem estuda nas melhores faculdades, o mercado de Fisioterapia Dermatofuncional é muito bom — aqui na Unopar, nossos alunos têm a chance de fazer ótimos contatos profissionais e encontrar oportunidades de estágio e emprego por meio do Canal Conecta.

Como você pôde perceber, a Fisioterapia está longe de ser uma área de trabalho restrita. Buscando por especializações em instituições de ensino superior de qualidade, você garante grandes chances de ingressar facilmente no mercado de trabalho da Fisioterapia Dermatofuncional.

Interessou-se pelas possibilidades promissoras de atuação no ramo? Então, inscreva-se já no vestibular e inicie a sua jornada em direção ao sucesso profissional!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.