Faculdade EAD reconhecida no MEC: o que é preciso?

mulher conferindo faculdades ead reconhecidas pelo mec

Optar por uma das faculdades EAD reconhecidas pelo MEC é a garantia de obter uma formação de qualidade, com diploma válido no mercado de trabalho. Por isso, antes de prestar vestibular para uma instituição de ensino superior (IES), é importante verificar o seu reconhecimento perante ao Ministério da Educação, bem como sua nota e a autorização do curso escolhido.

Mas o que são as faculdades EAD reconhecidas pelo MEC? Bom, toda IES que oferta cursos presenciais, a distância ou semipresenciais precisa ser credenciada e reconhecida pelo órgão em questão — com o objetivo de manter e aprimorar a qualidade do ensino no país. Somente assim ela tem o “aval” para atuar no ramo da educação e formar profissionais preparados para suprir as demandas das empresas.

Quer entender como funciona esse processo de reconhecimento e como o MEC avalia a qualidade dos cursos a distância? Tire alguns minutos para acompanhar o conteúdo e, assim, escolher uma instituição de credibilidade e devidamente reconhecida!

Saiba o que é preciso para obter o reconhecimento do MEC

Antes de falarmos sobre o reconhecimento, precisamos abordar também o credenciamento e a autorização. Todos esses conceitos são diferentes — e é comum que isso acabe confundindo muitas pessoas, portanto, preste atenção nos próximos tópicos.

Credenciamento da faculdade

No Brasil, qualquer instituição de ensino superior, independentemente da modalidade das formações que oferece, deve ser credenciada pelo MEC para poder funcionar. Do contrário, ela não está autorizada a conceder diplomas, já que não atuará dentro da legalidade.

Depois de obter o credenciamento, a faculdade já é liberada para disponibilizar cursos e oferecer diplomas dentro da legalidade, bastando solicitar, então, a autorização do MEC.

Autorização do curso

A autorização dos cursos EAD, presenciais e semipresenciais permite que a faculdade abra processos seletivos, — como vestibulares, uso da nota do Enem etc —, e crie turmas para as formações dentro dos parâmetros legais.

Vale destacar que a autorização só não é necessária em casos de centros universitários autônomos e outras exceções que não requerem essa verificação para ofertar cursos de nível superior. Mesmo assim, elas precisam informar ao MEC sobre as formações abertas para que sejam supervisionadas e reconhecidas.

Ah, e cursos de graduação como Medicina, Direito, Psicologia e Odontologia passam por processos de autorização diferentes dos demais. Isso porque o MEC necessita do parecer de órgãos como Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para obter ou não o deferimento.

Reconhecimento do curso

Uma vez credenciada para atuar e com o reconhecimento dos cursos disponibilizados, a faculdade deve pedir o reconhecimento de cada formação junto ao MEC. No caso das graduações que têm duração de quatro anos, o pedido deve ser feito no segundo ano de funcionamento. Já para aquelas com carga horária maior, elas necessitam realizar a solicitação a partir do terceiro ano.

Ficou claro como credenciamento, autorização e reconhecimento não são a mesma coisa? Isso é muito importante para entender quais faculdades EAD são reconhecidas pelo MEC. Lembre-se de que, ao entrar no nível superior, você estará fazendo um investimento em seu futuro e carreira, sendo assim, jamais deixe de observar a validade dos diplomas emitidos e se o curso escolhido passou ou não pelos processos citados.

Ok, mas como saber se a faculdade EAD é reconhecida pelo MEC? Por mais que veja uma oferta de curso a distância que apresente bom custo-benefício e seja atrativa, entre nesta página do MEC e verifique se a instituição e a formação apresentam os critérios que já falamos até aqui, combinado?

Se você quer saber se a Unopar é reconhecida pelo MEC, confira este nosso conteúdo completo especial 🙂

Como ocorre o reconhecimento?

O que é preciso para que a instituição obtenha o reconhecimento? O MEC atua nesse quesito por meio de duas frentes:

  • visita de membros especializados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) às instalações da faculdade e curso;
  • avaliação do corpo docente, da grade curricular, da infraestrutura (tanto física quanto digital) e demais fatores relacionados ao curso durante a visita. Esses fatores baseiam a decisão de reconhecimento pelos técnicos do MEC — que também podem solicitar ajustes ou mesmo negar o pedido caso a instituição não apresente a qualidade exigida.

Veja como o MEC avalia a qualidade dos cursos a distância

Ao longo do post, falamos o quão importante as exigências do MEC são para colaborar com a qualidade do ensino no país. Por mais que novas instituições surjam a todo momento, é crucial que elas de fato “soltem” para o mercado indivíduos devidamente capacitados. Do contrário, até mesmo a sociedade será comprometida pela atuação de profissionais que não têm o conhecimento necessário para cumprir com suas funções, já parou para pensar?

Por isso, tanto os cursos presenciais quanto os semipresenciais ou a distância precisam ser constantemente averiguados para assegurar a qualidade do ensino — ou seja, se eles cumprem com seus objetivos, se o rendimento dos alunos é satisfatório, entre outros aspectos. A seguir, listamos os critérios que o MEC utiliza para avaliar essas formações.

Conceito Preliminar do Curso (CPC)

O CPC, com notas que vão de 1 a 5 (sendo 5 a nota mais alta), avalia:

  • qualificação do corpo docente;
  • quadro de profissionais que trabalham em tempo integral ou parcial;
  • infraestrutura do curso;
  • recursos pedagógicos;
  • desempenho dos alunos.

Conceito do Curso (CC)

O CC, por sua vez, é definido por meio de uma avaliação presencial executada por uma comissão do MEC nos polos de apoio da faculdade. As notas seguem a mesma lógica do CPC, ou seja, vão de 1 a 5.

Enade

Por fim, também com notas de 1 a 5, temos o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes. A prova é realizada todos os anos com o intuito de avaliar o conhecimento dos estudantes. Assim, é possível verificar também a qualidade das diretrizes do curso.

Como foi possível perceber, as faculdades EAD reconhecidas pelo MEC passam por processos frequentes de averiguação para oferecer uma formação de qualidade aos estudantes. Por isso mesmo é de extrema importância que você verifique as notas da instituição de interesse de acordo com as ferramentas de avaliação que listamos acima.

Aqui na Unopar, trabalhamos apenas com cursos credenciados ao MEC e com notas acima de 3, o que mostra nossa busca por colaborar sempre com o futuro dos alunos, a fim de que eles alcancem o tão desejado sucesso profissional! Conheça mais no vídeo a seguir:

Falando em qualidade, que tal aproveitar também para descobrir as 5 características das melhores faculdades EAD? Acesse o conteúdo e tome nota de mais formas de garantir uma escolha certa!

Aproveite para conferir 6 mitos sobre o EAD que desvendamos no infográfico abaixo, e veja como o ensino a distância pode ser uma boa opção:

mitos EAD

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 10

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.